Oposição

Kátia Abreu e Bolsonaro, relação de amor e ódio: 'não torço contra, mas não digo amém a tudo'

A senadora votou favorável à reforma da previdência, mas rejeitou alguns pontos.

Por Nielcem Fernandes
Comentários (0)

04/10/2019 14h50 - Atualizado há 1 mês
A Senadora foi a unica pedetista a votar a favor da reforma proposta pelo governo

Depois de votar favorável à reforma da previdência e em seguida comemorar a derrota do governo quanto à tentativa de mudar as regras do abono salarial, que beneficia trabalhadores de baixa renda, a senadora Kátia Abreu (PDT-TO) explicou seu posicionamento e comentou o papel de oposição.

Em conversa com o AF Notícias nesta quinta-feira (3), a parlamentar deixou claro que não torce contra o governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

"A reforma é necessária. Sou oposição, mas não sou empresa de demolição. Não torço contra o Bolsonaro, pois se ele der errado, a situação do país vai piorar. Isso não significa que tenho que dizer ‘amém’ para tudo que ele diz. Não havia hipótese de votar contra o abono salarial. É uma questão de justiça”, comentou.

Apesar de ser favorável à reforma, Kátia Abreu se manifestou contrária a vários pontos da proposta do governo. “Não aceitei tratamento igual para os trabalhadores rurais, não aceitei a indiferença para as mulheres e professores, como também não aceitei reduzir o salário do BPC (Benefício de Prestação Continuada). As pessoas tem que ter pragmatismo, porém não podemos perder de vista a dimensão humana que é primordial e fundamental", argumentou.

A ex-ministra da Agricultura no governo Dilma, que preside o PDT no Tocantins, contrariou a orientação do partido e foi a única representante da sigla no Senado Federal a votar favorável à reforma, mesmo discordando de alguns destaques. A desobediência pode ter reflexos dentro do partido, como ocorreu com os deputados federais do PDT que foram punidos por terem sido favoráveis.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.