148 milhões de reais

Marcelo Miranda quer empréstimo de 36 milhões de euros para construção da ponte de Porto Nacional

Por Redação AF
Comentários (0)

09/03/2016 08h30 - Atualizado há 1 semana
O governador Marcelo Miranda enviou para a Assembleia Legislativa o Projeto de Lei nº 7/2016, que autoriza o Poder Executivo a contratar um empréstimo com o UniCredit Atividades Bancárias Corporativas e de Investimento no valor de 36 milhões de euros, o equivalente a 148 milhões de reais. O montante será aplicado na construção da ponte sobre o Rio Tocantins, no município de Porto Nacional. O Projeto de Lei foi encaminhado para a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ), na sessão desta terça-feira, 8. De acordo com o governador, o empréstimo se faz necessário diante da estrutura da atual ponte que já está "irremediavelmente comprometida".  A ponte foi construída em 1978, quando ainda era imprevisível a formação do lago da Usina Hidrelétrica Luís Eduardo Magalhães, em Lajeado e, hoje, possui um amplo fluxo do transporte de cargas pesadas. Segurança “Em mais de 40 anos, a ponte só recebeu uma reforma, o que acabou comprometendo a sua estrutura”, completou o secretário de Estado da Infraestrutura, Habitação e Serviços Públicos, Sérgio Leão. Em 2011, foi necessária a interdição da ponte ao trânsito de ônibus e caminhões, inclusive os pequenos cargueiros, conforme prevê Portaria da Secretaria da Infraestrutura nº 798/2011. O governador Marcelo Miranda justifica a necessidade do empréstimo, ressaltando a importância da ponte no processo de escoamento dos produtos tocantinenses. “A interrupção desse tráfego provindo, sobretudo do nordeste, no acesso à BR-153 e BR-226, vem causando prejuízos ao Tocantins, afetando a competitividade do agronegócio no Estado”, destacou.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.