17 anos

Menor é suspeito de praticar pelo menos 5 homicídios a mando de facção, diz delegado

Ele foi encontrado com revólver, munições intactas e balança de precisão.

Por Redação 1.314
Comentários (0)

11/03/2021 08h15 - Atualizado há 2 meses
Itens apreendidos

Um adolescente de 17 anos apontado pela Polícia Civil como suspeito de cometer ao menos cinco homicídios qualificados em Gurupi, sul do Tocantins, foi apreendido na manhã desta quarta-feira (10).

A apreensão ocorreu durante a operação denominada ‘Maquinista’, que buscou dar cumprimento a mandados de busca e apreensão no imóvel onde reside o adolescente infrator, no Bairro Nova Fronteira, e em outros dois locais.

“Na ocasião, também cumprimos mandado de internação do adolescente, uma vez que ele é apontado como integrante de uma associação criminosa responsável pela prática de vários crimes de homicídio aqui em Gurupi”, ressaltou o delegado Hélio Domingos de Assis Alves.

Durante o cumprimento das ordens judiciais, os agentes encontraram em poder do investigado um revólver calibre 32, vários cartuchos de munições intactas, bem como balança de precisão e outros objetos de origem ilícita. Em razão disso, o adolescente também foi autuado em flagrante por ato infracional análogo a porte ilegal de arma de fogo.

Ainda segundo o delegado, as investigações que resultaram na apreensão do adolescente foram iniciadas pela Polícia Civil no mês de novembro de 2020, quando os agentes buscavam elucidar homicídios praticados em Gurupi que apresentavam semelhança no modo de execução.

Na ocasião, esse próprio menor foi apreendido por posse ilegal de armas de fogo e drogas. Logo em seguida, com o aprofundamento das investigações, conseguimos evidências de que esse jovem participou de cinco homicídios ocorridos entre setembro de 2020 e fevereiro de 2021”, frisou o delegado.

O fornecedor

Em 20 de janeiro de 2021, policiais civis da 8ª Divisão Especializada de Repressão ao Crime Organizado (8ª DEIC) e da 3ª Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (3ª DHPP) deflagraram uma operação que resultou nas prisões de quatro suspeitos de integrar a mesma facção criminosa que o adolescente e na apreensão de duas pistolas calibre 9mm e um revólver calibre 38.

Com o aprofundamento das investigações, constatou-se que um dos conduzidos naquela operação era o responsável por fornecer as armas utilizadas nos crimes.

“A partir daí, intensificamos as diligências, e hoje conseguimos dar cumprimento ao mandado de internação do adolescente”, disse o delegado.

Com a captura do adolescente, a Polícia Civil concluirá os inquéritos em que houve participação do dele no prazo de 30 dias.

Nome da operação

‘Maquinista’, nomenclatura dada à operação, faz alusão ao fato das investigações da Polícia Civil apontarem que todas as vezes que o grupo queria executar alguém, seus integrantes jogavam em grupos de WhatsApp e também redes sociais que “o trem bala estava na pista”.

Segundo o delegado, o adolescente apreendido era o encarregado de cometer os atos infracionais de homicídio e se identificava nas redes sociais como ‘maquinista’, ou seja, a pessoa que conduzia o trem bala criminoso.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.