Norte do Estado

Novo prefeito de Piraquê diz que Município está completamente sucateado e fará "auditoria profunda"

Por Redação AF
Comentários (0)

13/12/2015 23h01 - Atualizado há 1 mês
Agnaldo Araújo //AF Notícias Um Município completamente sucateado. Essa foi a descrição dada pelo atual prefeito de Piraquê (TO), Eduardo dos Santos Sobrinho (PMDB), ao comentar sobre a realidade encontrada na cidade. Eduardo assumiu o comando Executivo Municipal no último dia 2 de dezembro após o Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília (DF), determinar que o mandato do então prefeito João Goiano fosse extinto pela Câmara, por estar com os direitos políticos suspensos. Eduardo Sobrinho relatou ao AF que, além de sucateado, o Município estava padecendo de uma "completa falta de gestão", com salários atrasados, falta de remédios nos postos de saúde, energia cortada em órgãos públicos, atraso no pagamento de fornecedores e veículos da prefeitura em condições precárias. “Nós encontramos o município completamente sucateado, uma falta de gestão completa, um abandono e descaso com a sociedade. A Prefeitura está sem arquivo de receitas, de despesas, sem dados contábeis. Os HDs dos computadores foram todos levados, inclusive já acionamos os órgãos competentes”, afirmou. Auditoria O novo prefeito afirmou também que já contratou uma equipe de auditoria para inspecionar as contas e contratos da prefeitura. “A partir desta segunda-feira (14) vamos começar uma auditoria profunda”, afirmou. Ações Na primeira semana de gestão, Eduardo Sobrinho negou com fornecedores para comprar remédios e combustível, cujo fornecimento estava suspenso por falta de pagamento. Um mutirão de limpeza também já foi realizado em toda a cidade, além de trocas de dezenas de lâmpadas que estavam queimadas no hospital municipal. “Na medida do possível, nós estamos limpando a cidade, dando um ar de liberdade para o povo, equipando hospitais com medicamento, dentre outras providências que estão sendo tomadas para melhorar a vida da população”, destacou o prefeito. Eduardo Sobrinho disse que o povo de Piraquê “pode esperar uma gestão aberta à sociedade, democrática, humana, respeitando os direitos dos servidores e, acima de tudo, dando prioridade ao ser humano”. “O povo vai estar sempre em primeiro lugar”, concluiu.
ASSUNTOS

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.