Pesquisa: 64,8% avaliam governo Dilma de forma negativa e 59,7% são favoráveis ao impeachment

Por Redação AF
Comentários (0)

24/03/2015 09h18 - Atualizado há 1 mês
<span style="font-size:14px;">O governo da presidenta Dilma Rousseff foi avaliado positivamente por apenas 10,8% das pessoas ouvidas na 127&ordf; Pesquisa Confedera&ccedil;&atilde;o Nacional do Transporte (CNT/MDA), divulgada nesta segunda-feira (23). Os dados mostram que 64,8% avaliaram o governo de forma negativa. Para 23,6%, a gest&atilde;o atual &eacute; regular e 0,8% dos entrevistados n&atilde;o sabem ou n&atilde;o responderam.<br /> <br /> De acordo com a CNT, a avalia&ccedil;&atilde;o positiva do governo &eacute; a menor desde outubro de 1999, quando o desempenho do governo do ent&atilde;o presidente Fernando Henrique Cardoso foi aprovado por 8% das pessoas ouvidas. A pesquisa foi feita no per&iacute;odo de 16 a 19 de mar&ccedil;o, com 2.002 entrevistados em 137 munic&iacute;pios de 25 unidades da Federa&ccedil;&atilde;o.<br /> <br /> Na pesquisa anterior, durante a campanha eleitoral, feita nos dias 27 e 28 de setembro do ano passado, o governo da presidenta Dilma foi considerado positivo por 41% dos entrevistados. A avalia&ccedil;&atilde;o negativa ficou em 23,5%, a regular registrou 35% e 0,5% dos entrevistados n&atilde;o souberam ou n&atilde;o responderam. O levantamento consultou 2.002 pessoas de 137 munic&iacute;pios de 25 unidades da Federa&ccedil;&atilde;o.<br /> <br /> O levantamento divulgado nesta segunda-feira pela CNT constatou que o desempenho pessoal da presidenta Dilma Rousseff foi considerado positivo por 18,9% dos entrevistados, 77,% avaliaram negativamente e 3,4% n&atilde;o souberam dizer ou n&atilde;o responderam. Na pesquisa anterior, 55,6% aprovavam o desempenho da presidenta da Rep&uacute;blica, 40,1% desaprovavam e 4,3% n&atilde;o souberam ou n&atilde;o responderam.<br /> <br /> Sobre um eventual pedido de impeachment da presidenta Dilma Rousseff, 59,7% responderam ser a favor, 34,7% disseram ser contra e 5,6% n&atilde;o souberam ou n&atilde;o responderam. A pesquisa tamb&eacute;m perguntou aos entrevistados se eles acreditam na efic&aacute;cia das medidas do governo para combater a crise pol&iacute;tica e econ&ocirc;mica, 66,95 disseram que n&atilde;o.<br /> <br /> A pesquisa tamb&eacute;m abordou o segundo mandato da presidenta, indagando quais os setores que deveriam ser priorizados pelo governo: 66,7% dos entrevistados responderam a sa&uacute;de. A educa&ccedil;&atilde;o foi escolhida por 46,8%; emprego, 24,6%; seguran&ccedil;a, 23,5%; economia, 13,3%; habita&ccedil;&atilde;o, 6,6%; transporte, 5,5%; e saneamento, 2,6%.</span>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Mais Notícias

De Figueirópolis

Professor do Tocantins vence prêmio nacional com projeto sobre esportes

O objetivo do prêmio é reconhecer o trabalho dos professores que contribuem para a qualidade da educação básica.

Investigação

PF prende médico no Tocantins em operação que investiga corrupção na Saúde

Mandados também estão sendo cumpridos em São Luís (MA), Imperatriz (MA), Parauapebas (PA), Brasília (DF) e Goiânia (GO).

Estado

Bunge Açúcar e Bioenergia abre vagas para jovens engenheiros no Tocantins

As inscrições vão até o dia 9 de novembro.

Nesta quinta, 18

Vagas de emprego para manicure, mecânico, porteiro, zelador e vendedor

As vagas são para todos os níveis de escolaridade e estão distribuídas em nove cidades do Estado.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.