Dia 22

PF, PRF, Polícia Civil e Guarda Metropolitana vão paralisar atividades no Tocantins na 2ª

Protesto é contra perda de direitos e a favor da priorização da vacinação.

Por Redação 5.477
Comentários (0)

19/03/2021 17h55 - Atualizado há 10 meses
Protesto ocorrido no dia 17

Integrantes da Polícia Civil, Guarda Metropolitana, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e outros servidores vão aderir a uma paralisação das atividades funcionais nesta segunda-feira (22), das 08h às 12h, em todo o Tocantins.

A informação foi divulgada pelo Sindicato dos Policiais Civis do Estado, o Sinpol-TO, na tarde desta sexta-feira (19).

Conforme o sindicato, a mobilização acontecerá em diferentes locais. Em Palmas, por exemplo, os representantes sindicais estarão na frente da Central de Flagrantes, na Avenida Teotônio Segurado, e os demais servidores permanecerão em protesto, de braços cruzados, em frente às respectivas unidades de trabalho em que atuam.

Vão participar da manifestação em Palmas as polícias Civil, Federal, Rodoviária, servidores do Tribunal de Contas do Estado, guardas municipais, peritos criminais federais, enfermeiros, educadores físicos, entre outros.

O ato ocorre em apoio ao movimento nacional denominado ‘Lockdown da Segurança Pública’ e se opõe à perda dos direitos dos servidores públicos federais, estaduais e municipais prevista nas propostas de emendas à Constituição (PECs) 186/2019 e 32/2020. Também é a favor da priorização da vacinação contra a covid-19, principalmente, dos profissionais que estão na linha de frente para garantir a segurança pública do Estado.

De uma forma simbólica, o movimento começou nesta quarta-feira (17) e agora ganha maior adesão com servidores de várias outras áreas.

A presidente do Sipol-TO, Suzi Francisca, comenta os impactos negativos que as decisões do governo causam aos profissionais. “A nossa luta é por respeito a todos os servidores que estão dignamente cumprindo seu trabalho e sequer estão como prioritários na vacinação contra a covid-19. Além disso, nossos direitos que conquistamos com tanta peleja estão sendo tomados com aprovação de novas Pecs que enfraquecem a nossa categoria. Não iremos nos calar mais diante de tanto descaso. O apoio de todas as entidades neste ato é muito importante para juntos agirmos contra esses estragos que estão nos causando”, disse.

Entidades participantes

Além do Sinpol-TO, estarão presentes:

- Sindicato dos Delegados de Polícia do Tocantins (SINDEPOL/TO);

- Sindicato dos Peritos Oficiais do Estado do Tocantins (SINDIPERITO);

- Sindicato dos Guardas Municipais (SIGMEP-TO);

- Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais do Tocantins (SINPRF-TO);

- Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal (ADPF);

- Associação dos Agentes de Polícia (AGEPOL-TO);

- Associação dos Policiais Civis do Estado do Tocantins (ASPOL-TO);

- Sindicato dos Servidores da Polícia Federal do Tocantins (SINPEF);

- Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais (APCF);

- Sindicato dos Profissionais de Educação Física do Tocantins (SINPEF-TO);

- Associação dos Agentes de Necrotomia do Estado do Tocantins (AANETO);

- Sindicato dos Enfermeiros no Estado do Tocantins (SETO);

- Associação dos Escrivães do Estado do Tocantins (AEPTO);

- Associação de Mulheres Policiais do Tocantins (AMPTO);

- Associação dos Policiais Civis Papiloscopistas do Estado do Tocantins;

- Associação de Servidores Públicos em Defesa da Saúde Mental e da Cidadania (AME);

- Federação Estadual das Associações Policiais Civis do Tocantins (FEAPOL-TO);

- Sindicato dos Servidores do Tribunal de Contas do Estado do Tocantins (Sinstec); e

- Sindicato dos Servidores Públicos no Estado do Tocantins (SISEPE-TO).

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.