Araguaína

Presos que mataram detento no Presídio Barra da Grota são condenados a quase 20 anos

Crime ocorreu em outubro de 2018. Vítima era conhecida como 'Bom Malandro'.

Por Redação 2.143
Comentários (0)

22/10/2020 08h20 - Atualizado há 1 mês
Dário Ferreira da Luz

Dois detentos acusados de matar outro preso no Presídio Barra da Grota, em Araguaína, em outubro de 2018, foram condenados a quase 20 anos de reclusão pelo Tribunal do Júri na terça-feira (19).

Os condenados são Fernando Gomes da Silva e Marcelo Ribeiro de Araújo e continuam na mesma prisão. A vítima é Dário Ferreira da Luz, 23 anos, conhecido como 'Bom Malandro'.

O preso foi atingido com vários golpes de chuncho, uma arma artesanal, e ainda chegou a ser encaminhado em estado gravíssimo ao Hospital Regional de Araguaína, mas não resistiu.

Dário era natural de Balsas, no Maranhão, residia em Araguaína e foi preso a primeira vez em 2014, reincidindo seis vezes ao Sistema Penitenciário, com última prisão registrada em abril de 2018.

Para a condenação, o conselho de sentença reconheceu todas as alegações apresentadas pelo Ministério Público do Tocantins (MPTO) na denúncia contra Fernando e Marcelo.

O promotor de Justiça Pedro Jainer Clarindo sustentou no júri que os denunciados tinham vontade, consciência da ilicitude dos fatos praticados e que se valeram de meio cruel, dissimulação e recurso que dificultou a defesa da vítima para desferir golpes de arma branca e agressões físicas contra Dário.

A pena total de Fernando e Marcelo pelo crime de homicídio triplamente qualificado é de 19 anos, nove meses e 18 dias de reclusão.

VEJA MAIS SOBRE O ASSUNTO

+ Detento conhecido como 'Bom Malandro' é morto no presídio Barra da Grota

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.