PT planeja gastar R$ 290 milhões com reeleição da presidente Dilma

Por Redação AF
Comentários (0)

04/07/2014 09h57 - Atualizado há 1 mês
<span style="font-size:14px;">Os partidos t&ecirc;m at&eacute; s&aacute;bado para entregar no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o registro das candidaturas dos postulantes ao Planalto. Quando formalizar a candidatura da presidente Dilma Rousseff &agrave; reelei&ccedil;&atilde;o, o PT apresentar&aacute; &agrave; Justi&ccedil;a Eleitoral uma previs&atilde;o de gastos com a campanha de 290 milh&otilde;es de reais, segundo reportagem desta sexta-feira do jornal O Estado de S. Paulo.<br /> <br /> Ainda segundo a reportagem, h&aacute; quatro anos, quando Dilma disputou a Presid&ecirc;ncia pela primeira vez, os gastos estimados de sua campanha eleitoral foram de 157 milh&otilde;es de reais, valor revisado para 191 milh&otilde;es de reais no segundo turno. Corrigidos pela infla&ccedil;&atilde;o, os valores s&atilde;o de 195 milh&otilde;es de reais e 237 milh&otilde;es de reais, respectivamente.<br /> <br /> O PSDB ainda n&atilde;o informou sua previs&atilde;o de gastos com a campanha de A&eacute;cio Neves ao Planalto. J&aacute; o candidato do PSB, Eduardo Campos, e sua vice, Marina Silva, apresentaram nesta quinta-feira o registro de candidatura, com uma estimativa de gastos de 150 milh&otilde;es de reais. O n&uacute;mero &eacute; 66,6% superior ao teto apresentado por Marina Silva em 2010, quando a ex-senadora se candidatou &agrave; Presid&ecirc;ncia da Rep&uacute;blica pelo Partido Verde.<br /> <br /> Os partidos t&ecirc;m at&eacute; as 19 horas do pr&oacute;ximo s&aacute;bado, dia 5, para fazer o registro dos candidatos ao Pal&aacute;cio do Planalto. O TSE exige a apresenta&ccedil;&atilde;o da declara&ccedil;&atilde;o de bens, a previs&atilde;o de gastos da campanha e o programa de governo. O registro da candidatura depende da aprova&ccedil;&atilde;o de um ministro do TSE, que vai verificar a documenta&ccedil;&atilde;o apresentada. At&eacute; esta quinta, os candidatos Eduardo Jorge (PV), Jos&eacute; Maria de Almeida (PSTU), Levy Fidelix (PRTB), Luciana Genro (Psol), e Mauro Iasi (PCB) j&aacute; haviam registrado suas candidaturas no TSE.&nbsp; De acordo com a legisla&ccedil;&atilde;o eleitoral, os registros de candidatos a governador e vice, ao Senado e &agrave; C&acirc;mara dos Deputados devem ser encaminhados aos tribunais regionais.</span>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.