Operação Monster

Quadrilha alvo da PF no Tocantins vendia moeda falsa nas redes sociais e enviava pelos Correios

O nome da operação faz alusão ao codinome utilizado por um dos integrantes da quadrilha.

Por Redação 1.512
Comentários (0)

10/09/2019 07h28 - Atualizado há 6 dias
Dinheiro falso era enviado pelos Correios

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (10) a Operação Monster, que visa desarticular um grupo criminoso que vende moeda falsa usando as redes sociais no Tocantins.

Aproximadamente 15 policiais federais cumprem três mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão preventiva expedidos pela 4ª Vara Federal de Palmas. Todos os mandados estão sendo cumpridos na capital.

Segundo a PF, a investigação teve início após prisões em flagrante de pessoas envolvidas com repasse de moeda falsa na capital em setembro de 2018.

Segundo as diligências efetuadas em decorrência dos flagrantes, observou-se que o grupo criminoso comercializava as cédulas falsas em grupos de whatsapps e Facebook.

As 'encomendas' do dinheiro falso eram postadas no grupo e, após o envio do comprovante de pagamento, os criminosos postavam as cédulas junto aos Correios. Os investigados devem responder pelo crime de circulação de moeda falsa, cuja pena pode chegar a doze anos de reclusão.

O nome da operação faz alusão ao codinome utilizado por um dos integrantes da quadrilha em redes sociais.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.