Secretaria de Saúde atribui problemas no HRA à falta de investimentos nos últimos 10 anos

Por Redação AF
Comentários (0)

19/11/2013 11h46 - Atualizado há 1 segundo
<div style="text-align: justify;"> <span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br /> <br /> A Secretaria Estadual de Sa&uacute;de (Sesau) comentou, em nota, os dados divulgados pelo Tribunal de Contas da Uni&atilde;o (TCU) em relat&oacute;rio sobre a situa&ccedil;&atilde;o prec&aacute;ria do Hospital Regional de Aragua&iacute;na (HRA).<br /> <br /> De acordo com a Secretaria, o Relat&oacute;rio em quest&atilde;o foi feito em agosto de 2013 e a Sesau, antes disso, j&aacute; vinha trabalhando para melhorar a qualidade no atendimento da sa&uacute;de em todo o Estado, entre eles os investimentos de mais de R$ 450 milh&otilde;es em obras de infraestrutura em todos os hospitais, que h&aacute; 10 anos n&atilde;o recebiam qualquer tipo de investimento.<br /> <br /> Em Aragua&iacute;na, j&aacute; iniciou as obras para a constru&ccedil;&atilde;o do Hospital Geral de Aragua&iacute;na, com 400 leitos de interna&ccedil;&atilde;o e 60 leitos de UTI.<br /> <br /> Conforme a nota, outra obra importante na cidade ser&aacute; a implanta&ccedil;&atilde;o do Ambulat&oacute;rio M&eacute;dico de Especialidades (AME), que ir&aacute; atender pacientes de pequena e m&eacute;dia complexidade e realizar cirurgias de diversas &aacute;reas como cardiologia, nefrologia, obstetr&iacute;cia, pediatria, reabilita&ccedil;&atilde;o f&iacute;sica, entre outras, que ir&aacute; contribuir para desafogar o n&uacute;mero de atendimentos.<br /> <br /> <u><strong>Solu&ccedil;&atilde;o imediata</strong></u><br /> <br /> Enquanto as obras est&atilde;o em andamento, a Sesau vai abrir 60 novos leitos no Hospital Regional de Aragua&iacute;na nos pr&oacute;ximos dias, que ser&aacute; poss&iacute;vel com a transfer&ecirc;ncia da &aacute;rea administrativa do hospital para outro im&oacute;vel, j&aacute; alugado. Al&eacute;m disso, foi entregue uma nova ala de psiqui&aacute;trica, com 10 leitos, que tamb&eacute;m contribui com a libera&ccedil;&atilde;o de mais leitos na &aacute;rea de interna&ccedil;&atilde;o.<br /> <br /> <u><strong>Empresas terceirizadas</strong></u><br /> <br /> Dentre os pontos do relat&oacute;rio do TCU, os t&eacute;cnicos relataram que empresas terceirizadas usam salas do hospital onde deveriam funcionar leitos. Segundo a Secretaria, estas empresas, como prev&ecirc; o edital de contrata&ccedil;&atilde;o pagam um aluguel pelas salas utilizadas j&aacute; que a presen&ccedil;a delas dentro na unidade hospitalar &eacute; essencial para a log&iacute;stica de atendimentos das demandas dos hospitais.<br /> <br /> <u><strong>Radioterapia</strong></u><br /> <br /> O TCU citou tamb&eacute;m que h&aacute; interrup&ccedil;&atilde;o constante dos servi&ccedil;os de radioterapia j&aacute; que o hospital possui apenas um acelerador, o qual funciona 18 horas por dia, atendendo 103 pacientes diariamente, h&aacute; mais de 10 anos.<br /> <br /> Conforme a Secretaria de Sa&uacute;de, j&aacute; foi adquirido um novo Acelerador Linear e est&aacute; na fase de constru&ccedil;&atilde;o da sala espec&iacute;fica para sua instala&ccedil;&atilde;o, que dever&aacute; acontecer nos pr&oacute;ximos meses. Sendo assim o Hospital Regional de Aragua&iacute;na passar&aacute; a contar com dois Aparelhos de Radioterapia para atender a popula&ccedil;&atilde;o.<br /> <br /> Segundo a nota, existe ainda um projeto para implantar o tratamento de radioterapia em Palmas.&nbsp; O servi&ccedil;o deve ser prestado ap&oacute;s a amplia&ccedil;&atilde;o do Hospital Geral P&uacute;blico de Palmas, onde ser&atilde;o investidos R$ 75 milh&otilde;es.<br /> <br /> <u><strong>Demanda de Aragua&iacute;na</strong></u><br /> <br /> A Secretaria de Sa&uacute;de finaliza destacando que o munic&iacute;pio de Aragua&iacute;na tem uma popula&ccedil;&atilde;o usu&aacute;ria de aproximadamente 602.368 mil habitantes em 65 munic&iacute;pios tocantinenses, para atendimento de M&eacute;dia e Alta Complexidade (MAC) hospitalar de urg&ecirc;ncia e emerg&ecirc;ncia, al&eacute;m de atender as popula&ccedil;&otilde;es da regi&atilde;o sul do Par&aacute; e Maranh&atilde;o. Estas caracter&iacute;sticas fazem com que a popula&ccedil;&atilde;o flutuante gire em torno de 2.392.42 habitantes, o que reflete na constante necessidade de amplia&ccedil;&atilde;o e adequa&ccedil;&atilde;o de servi&ccedil;os e de novas estruturas f&iacute;sicas hospitalares, visando, em especial a atender &agrave; crescente demanda existente e que n&atilde;o foi feito nenhum investimento na &aacute;rea nos &uacute;ltimos 10 anos.</span></div>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Mais Notícias

De Figueirópolis

Professor do Tocantins vence prêmio nacional com projeto sobre esportes

O objetivo do prêmio é reconhecer o trabalho dos professores que contribuem para a qualidade da educação básica.

Investigação

PF prende médico no Tocantins em operação que investiga corrupção na Saúde

Mandados também estão sendo cumpridos em São Luís (MA), Imperatriz (MA), Parauapebas (PA), Brasília (DF) e Goiânia (GO).

Estado

Bunge Açúcar e Bioenergia abre vagas para jovens engenheiros no Tocantins

As inscrições vão até o dia 9 de novembro.

Nesta quinta, 18

Vagas de emprego para manicure, mecânico, porteiro, zelador e vendedor

As vagas são para todos os níveis de escolaridade e estão distribuídas em nove cidades do Estado.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.