Setor da construção civil perde fôlego no Tocantins, aponta sondagem da Federação das Indústrias

Por Redação AF
Comentários (0)

17/06/2015 08h42 - Atualizado há 2 dias
<span style="font-size:14px;">A constru&ccedil;&atilde;o civil no Tocantins permanece desaquecida, &eacute; o que mostra a Sondagem Industrial da Constru&ccedil;&atilde;o, publica&ccedil;&atilde;o da Federa&ccedil;&atilde;o das Ind&uacute;strias do Estado do Tocantins &ndash; FIETO. Entre os principais problemas apontados pelos empres&aacute;rios do setor est&aacute; a falta do trabalhador qualificado (50%), a demanda interna insuficiente (37,5%), a elevada carga tribut&aacute;ria e falta de financiamentos de longo prazo (25%). A m&aacute; fase do setor reflete diretamente no dia a dia das empresas, fazendo com que os indicadores de lucro operacional, situa&ccedil;&atilde;o financeira e acesso ao cr&eacute;dito apresentem queda em rela&ccedil;&atilde;o ao &uacute;ltimo trimestre.<br /> <br /> O levantamento destaca que a escassez de trabalhadores qualificados afeta diretamente o segmento industrial, e que a elevada carga tribut&aacute;ria aumenta o custo da m&atilde;o de obra, e, consequentemente, os custos de produ&ccedil;&atilde;o de bens e servi&ccedil;os, al&eacute;m de aumentar os pre&ccedil;os e diminuir a competitividade das empresas. J&aacute; a falta de financiamento &eacute; vista como uma preocupa&ccedil;&atilde;o, &ldquo;pois o empres&aacute;rio depende de financiamentos e cr&eacute;dito acess&iacute;vel para retomar seus investimentos e reverter a situa&ccedil;&atilde;o de desaquecimento vivida pelo setor&rdquo;, revela a pesquisa.<br /> <br /> O desaquecimento do setor, conforme a Sondagem Industria da Constru&ccedil;&atilde;o, diminuiu o otimismo dos empres&aacute;rios para os pr&oacute;ximos seis meses, e todos os indicadores de expectativas apresentaram quedas em compara&ccedil;&atilde;o ao trimestre anterior. Problema que pode estar relacionado com a situa&ccedil;&atilde;o econ&ocirc;mica que o pa&iacute;s est&aacute; passando, e algumas decis&otilde;es do governo interferem diretamente na produ&ccedil;&atilde;o industrial, provocando incertezas para o empresariado.<br /> <br /> A sa&iacute;da apontada pela FIETO, com base na Sondagem, para reverter o cen&aacute;rio de desaquecimento do setor da constru&ccedil;&atilde;o civil no Tocantins &eacute; ampliar os investimentos e a retomar a produ&ccedil;&atilde;o, fatores que dependem especificamente do sentimento e confian&ccedil;a dos empres&aacute;rios, que quando desmotivados investem menos e, consequentemente, produzem menos e empregam menos.</span>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Mais Notícias

Eleições 2018

Candidato do Bolsonaro no Tocantins, Simoni diz estar surpreso com adesões

"Vamos levar propostas para consertar o Tocantins", disse o candidato.

Especialistas comentam

Araras sobrevivem na mira do tráfico de animais silvestres no Tocantins

A trajetória de tratamento da espécie se estende por diferentes períodos, conforme as condições de saúde.

Redes Sociais

TSE manda Twitter fornecer dados de perfis que festejaram ataque a Bolsonaro

Twitter deverá entregar dados de 16 perfis que incentivaram agressões a Bolsonaro

Eleições 2018

Ciro compara Bolsonaro a Hitler: 'um fascista que vai descambar pra violência'

A mesma comparação tem sido feita em diversas reuniões políticas.

Veja a tabela

200 vagas de emprego para Palmas, Araguaína e mais sete cidades do Tocantins

As oportunidades desta terça-feira (25) são para nove cidades do Estado.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.