Sintras afirma que ‘Governo mente’ ao dizer que servidores do HDT não terão prejuízos

Por Redação AF
Comentários (0)

10/09/2013 08h53 - Atualizado há 6 dias
<div style="text-align: justify;"> <span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br /> <br /> O Sindicato dos Trabalhadores em Sa&uacute;de do Tocantins (SINTRAS-TO) afirmou em nota que o &ldquo;Governo mente ao dizer que servidores do Hospital de Doen&ccedil;as Tropicais (HDT) n&atilde;o ter&atilde;o preju&iacute;zos com a doa&ccedil;&atilde;o da unidade de sa&uacute;de para a Universidade Federal do Tocantins&rdquo;.<br /> <br /> O Projeto de Lei que extinguiu e autorizou a doa&ccedil;&atilde;o do HDT e FUNTROP foi aprovado em sess&atilde;o extraordin&aacute;ria no &uacute;ltimo dia 2 de setembro na Assembleia Legislativa, por 15 votos a 4.<br /> <br /> <u><strong>Sem preju&iacute;zos</strong></u><br /> <br /> Dentre os questionamentos, o Sindicato indaga &ldquo;como que essa a&ccedil;&atilde;o do Executivo n&atilde;o ir&aacute; gerar preju&iacute;zos aos servidores se a pr&oacute;pria lei estadual n&atilde;o permite que o Estado pague insalubridade a servidores cedidos &agrave; institui&ccedil;&atilde;o filantr&oacute;pica ou terceirizada&rdquo;.<br /> <br /> <u><strong>Preocupa&ccedil;&atilde;o</strong></u><br /> <br /> Conforme o Sintras, outro ponto observado e que est&aacute; gerando grande preocupa&ccedil;&atilde;o tanto aos servidores do hospital, como aos pacientes do HDT, &eacute; que o &uacute;nico documento existente de todo o processo que autorizou a doa&ccedil;&atilde;o &eacute; um projeto de lei com apenas dois artigos. <em>&ldquo;Cad&ecirc; o documento que garante os direitos dos servidores e confirma a continuidade dos servi&ccedil;os prestados a popula&ccedil;&atilde;o? Nem a UFT, at&eacute; agora, n&atilde;o apresentou um projeto que confirma isso?&rdquo;</em><br /> <br /> <u><strong>Audi&ecirc;ncias p&uacute;blicas</strong></u><br /> <br /> O presidente do Sintras, Manoel Pereira de Miranda, questionou tamb&eacute;m a finalidade das tr&ecirc;s audi&ecirc;ncias p&uacute;blicas j&aacute; que a opini&atilde;o da popula&ccedil;&atilde;o n&atilde;o foi levada em considera&ccedil;&atilde;o durante a vota&ccedil;&atilde;o do Projeto. <em>&ldquo;A decis&atilde;o foi de acordo com os interesses dos gestores estaduais. Somente os deputados Sargento Arag&atilde;o, Eli Borges, Manoel Queiroz e Marcelo L&eacute;lis votaram contra a doa&ccedil;&atilde;o&rdquo;,</em> recordou.<br /> <br /> <u><strong>Reuni&atilde;o com o Governo</strong></u><br /> <br /> O sindicato quer que o Governo marque uma reuni&atilde;o com os dirigentes sindicais para discutir melhor o assunto e definir uma solu&ccedil;&atilde;o para situa&ccedil;&atilde;o. <em>&ldquo;O que n&atilde;o pode acontecer &eacute; o que a popula&ccedil;&atilde;o, pacientes e servidores temem, pois n&atilde;o existe nada documentado que essa doa&ccedil;&atilde;o n&atilde;o vai onerar preju&iacute;zos a eles. O que queremos &eacute; algo de concreto que afirma o que e como vai ser feito&rdquo;,</em> ressalta Miranda.<br /> <br /> E, ainda, segundo o presidente do sindicato, os servidores est&atilde;o com um sentimento de inseguran&ccedil;a e que querem deixar o HDT antes de finalizar o per&iacute;odo de transi&ccedil;&atilde;o. <em>&ldquo;Eles est&atilde;o muito inseguros quanto &agrave; situa&ccedil;&atilde;o e consequ&ecirc;ncias no futuro, que j&aacute; disseram que preferem que sejam transferidos para outras unidades de sa&uacute;de</em>&rdquo;, frisa Miranda.<br /> <br /> <strong><u>Reuni&atilde;o</u></strong><br /> <br /> Est&aacute; marcado para o pr&oacute;ximo dia 18, uma reuni&atilde;o do presidente do Sintras e servidores, em Araguaina, para discutir e elaborar proposta que ser&aacute; apresentada ao Governo posteriormente.</span></div>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.