Repúdio

Sobre voto impresso, Moura dispara: 'fracassado Bolsonaro já tem certeza da derrota'

Para deputado federal, voto impresso é 'maracutaia' anunciada.

Por Joselita Matos 648
Comentários (0)

06/08/2021 08h30 - Atualizado há 10 meses
Deputado critica atitude de presidente ao pedir voto impresso.

O deputado federal tocantinense Célio Moura (PT) fez duras críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), nesta quinta-feira (5), na tribuna da Câmara dos Deputados, em Brasília. Há vários dias, o presidente vem defendendo abertamente o voto impresso nas Eleições 2022.

"Voto impresso é desejo de maracutaia anunciada. O fracassado Bolsonaro já tem certeza de sua retumbante derrota nas eleições futuras - ele até já admitiu publicamente - por isso deseja tumultuar o processo”, escreveu o deputado ao compartilhar o vídeo em suas redes sociais.

Célio Moura diz que "a CPI revelou claramente que ao invés de vacina o governo queria priorizar a propina; ao invés de salvar vidas preferia mentir e dizer 'gripezinha', ao invés de trabalhar por democracia e liberdade, apostou fortemente na mentira e ataques aos pilares da República".

"Por isso o STF estabeleceu inquérito para investigar seus graves crimes e falsas notícias em massa", acrescentou. 

De acordo com o deputado, a verdade comprovada e atestada é que a urna eletrônica é segura e todo o seu processo eleitoral já é auditável, inclusive contando com diversas auditorias. “Além das internas, cidadãs e cidadãos, partidos políticos, fiscais de partidos políticos, candidatas e candidatos, OAB e Ministério Público podem realizar a fiscalização durante as etapas de todo o processo eleitoral. Fato!”, declara.

E finaliza o post em suas redes sociais afirmando que “Bolsonaro é um criminoso derrotado em desespero. E vai pagar por todo o mal que fez ao povo brasileiro.”

Na tribuna do plenário

Já no discurso para os outros deputados e falando para o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP), Célio Moura foi bastante categórico e bem mais taxativo quanto à questão da volta do voto impresso. 

Gostaria de falar sobre a questão do voto impresso. Eu que já sou um parlamentar já com quase 70 anos de idade, lembro muito bem do voto impresso. A maior maracutaia. Candidatos de um voto viravam prefeitos no outro dia. Arranjos eram feitos”, expôs o deputado.

Infelizmente, o governo Bolsonaro, que vai perder as eleições, quer implantar no Brasil o voto desonesto, presidente”, atacou Célio Moura. “O voto de curral. O voto onde o dono da Havan vai querer saber como votou seus funcionários. Pode ter certeza que a milícia vai saber como votou aqueles companheiros submissos à milícia nas grandes cidades brasileiras”, denunciou o deputado.

Então, senhor presidente, é um desafio ao Brasil não deixar que esse voto impresso aconteça, porque com certeza absoluta os grandes patrões como no estado do Tocantins, os grandes fazendeiros vão saber e vão exigir o voto, através do voto impresso, como vota seus funcionários”, apontou Moura.  

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.