Soldado Alcivan, vice-presidente da Câmara, solicita reativação do Programa Crédito Educativo

Por Redação AF
Comentários (0)

25/03/2015 15h28 - Atualizado há 1 mês
<span style="font-size:14px;"><u>Da Reda&ccedil;&atilde;o</u><br /> <br /> O vice-presidente da C&acirc;mara de Aragua&iacute;na (TO), vereador Soldado Alcivan (PP), cobrou novamente o retorno do Programa Cr&eacute;dito Educativo em requerimento aprovado em plen&aacute;rio nesta ter&ccedil;a-feira (24) e direcionado ao prefeito Ronaldo Dimas.<br /> <br /> O sistema de financiamento estudantil foi criado em 1999, pela Lei Municipal 1.889, visando proporcionar aos estudantes de baixa renda o acesso ao ensino superior. Para Alcivan, a reativa&ccedil;&atilde;o do programa representa tamb&eacute;m uma maneira de contribuir substancialmente com o progresso do Munic&iacute;pio e do pa&iacute;s, tendo em vista que a educa&ccedil;&atilde;o &eacute; um dos pilares fundamentais da sociedade.<br /> <br /> <em>&ldquo;Muitos estudantes n&atilde;o possuem condi&ccedil;&otilde;es financeiras para custear as despesas do ensino superior e, via de regra, lhes resta o abandono universit&aacute;rio. Como parlamentar, devemos participar ativamente neste processo envidando todos os esfor&ccedil;os para que os nossos jovens possam galgar patamares melhores neste contexto&rdquo;</em>, frisou o vereador Soldado Alcivan.<br /> <br /> <strong><u>Entenda</u></strong><br /> <br /> O Cr&eacute;dito Educativo foi suspenso em 2013 para reestrutura&ccedil;&atilde;o do programa. Na &eacute;poca, a prefeitura informou que as institui&ccedil;&otilde;es ultrapassaram o limite m&aacute;ximo de 60% do Imposto Sobre Servi&ccedil;os de Qualquer Natureza (ISSQN) devido ao munic&iacute;pio na concess&atilde;o de bolsas. Com isso, ao inv&eacute;s de ser credor dos 40% restantes do imposto, o Munic&iacute;pio estava ficando devedor das faculdades.<br /> <br /> De acordo com a Lei Municipal 2661, o prazo para o aluno pagar o financiamento junto &agrave; Prefeitura &eacute; igual ao per&iacute;odo de concess&atilde;o utilizado pelo estudante, com um ano de car&ecirc;ncia ap&oacute;s a conclus&atilde;o do curso.<br /> <br /> O programa ainda acumulava uma d&iacute;vida de cerca de R$ 6 milh&otilde;es, devidos por estudantes j&aacute; formados &agrave; prefeitura.</span>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Mais Notícias

De Figueirópolis

Professor do Tocantins vence prêmio nacional com projeto sobre esportes

O objetivo do prêmio é reconhecer o trabalho dos professores que contribuem para a qualidade da educação básica.

Investigação

PF prende médico no Tocantins em operação que investiga corrupção na Saúde

Mandados também estão sendo cumpridos em São Luís (MA), Imperatriz (MA), Parauapebas (PA), Brasília (DF) e Goiânia (GO).

Estado

Bunge Açúcar e Bioenergia abre vagas para jovens engenheiros no Tocantins

As inscrições vão até o dia 9 de novembro.

Nesta quinta, 18

Vagas de emprego para manicure, mecânico, porteiro, zelador e vendedor

As vagas são para todos os níveis de escolaridade e estão distribuídas em nove cidades do Estado.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.