Saúde

Teste rápido para detecção do HIV é oferecido gratuitamente na UPA de Araguaína para casos de abuso sexual

A unidade deve ser procurada se a infecção aconteceu nas últimas 24 horas.

Por Redação
Comentários (0)

03/12/2020 17h01 - Atualizado há 1 mês
UPA de Araguaína

O Dezembro Vermelho é uma campanha mundial de conscientização e combate à AIDS que também tem outra função: a de reforçar a tolerância, compreensão e compaixão para com os portadores da doença, que é incurável, mas possui tratamento.

Por meio do Sistema Único de Saúde – SUS, o teste rápido para HIV é oferecido de forma gratuita na Unidade de Pronto Atendimento – UPA Anatólio Dias Carneiro, no Araguaína Sul, tanto para pessoas que sofreram abuso sexual, quanto para colaboradores internos após acidentes com objetos perfurocortantes. É realizada a profilaxia da primeira dose da medicação na unidade para evitar a contaminação pelo vírus.

Outras situações

Em caso de acidente de trabalho do colaborador com objeto perfurocortante e contato com sangue, quando o paciente é conhecido, ele faz o teste na própria UPA e o re-teste em 30, 60 e 90 dias. Quando o paciente fonte é desconhecido ou com alteração no resultado do exame, o colaborador é encaminhado para o HDT.

"Em casos de abuso sexual de criança, adolescente ou mulher adulta, é fornecido a primeira dose da profilaxia e a pílula do dia seguinte. O paciente então é encaminhado para o HDT para dar continuidade às doses subsequentes do medicamento e tratamento quando positivo para HIV", explicou a coordenadora administrativa da UPA, Sivanilda Mariano.

Mas o que é a AIDS?

A AIDS é uma doença crônica, ou seja, que não tem cura, mas tem tratamento. Ela é causada pelo HIV, sigla em inglês para Vírus da Imunodeficiência Humana. Ele danifica as células do sistema imunológico, deixando o organismo indefeso contra doenças oportunistas, como a tuberculose, pneumocistose, neurotoxoplasmose, entre outras.

Como pode ser transmitido?

O vírus HIV pode ser transmitido pelo contato com mucosas e sangue infectado em:

Relações sexuais sem proteção;

Transfusão de sangue contaminado;

Da mãe para o bebê durante gravidez, parto ou amamentação;

Compartilhamento de agulhas e seringas contaminadas.

E os sintomas?

São sintomas da infecção o emagrecimento não intencional, suor noturno, diarreia crônica, calafrios, fadiga, febre superior a 38ºC durante várias semanas, visão turva ou distorcida, dor de cabeça, manchas brancas ou lesões incomuns na língua ou boca e/ou erupções cutâneas e inchaços.

Como tratar

O tratamento é feito por meio de um coquetel de remédios que serve para reduzir a carga viral do HIV, de maneira que ele se torna indetectável e não mais transmissível, mas o sexo com camisinha continua sendo essencial.

No Brasil, o tratamento é fornecido de forma gratuita pelo SUS, sendo encontrado em Araguaína no HDT.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.