Titular da Delegacia de Homicídios de Araguaína participa de curso em Brasília

Por Redação AF
Comentários (0)

18/08/2014 11h38 - Atualizado há 1 segundo
<span style="font-size:14px;"><u><strong>Da Reda&ccedil;&atilde;o</strong></u><br /> <br /> O titular da Delegacia de Homic&iacute;dios e prote&ccedil;&atilde;o a pessoa da cidade de Aragua&iacute;na (TO), delegado Manoel Laeldo, est&aacute; participando do curso de investiga&ccedil;&atilde;o de Homic&iacute;dios e Drogas ilegais, em Bras&iacute;lia (DF).<br /> <br /> O curso &eacute; organizado pelo Departamento de Pesquisa, An&aacute;lise da Informa&ccedil;&atilde;o e Desenvolvimento de Pessoal em Seguran&ccedil;a P&uacute;blica (Depaid), e ministrado pelo Delegado de Pol&iacute;cia Civil de Mato Grosso, Rogers Elizandro Jarbas.<br /> <br /> O curso iniciou no dia 11 e vai at&eacute; o dia 22 de agosto. A capacita&ccedil;&atilde;o est&aacute; sendo realizada pelo Minist&eacute;rio da Justi&ccedil;a em parceria com a Secretaria Nacional de Seguran&ccedil;a P&uacute;blica e re&uacute;ne delegados das principais Delegacias de Homic&iacute;dios do pa&iacute;s.<br /> <br /> O objetivo &eacute; capacitar os delegados para as investiga&ccedil;&otilde;es espec&iacute;ficas sobre crimes de homic&iacute;dios, t&eacute;cnicas de entrevistas e interrogat&oacute;rios, locais de crimes, per&iacute;cia criminal e todas as outras circunst&acirc;ncias que envolvem o tema.<br /> <br /> Com o curso &eacute; poss&iacute;el conhecer a realidade de cada Estado e as necessidades de cada um para buscar o ideal, o que hoje &eacute; real e o que hoje &eacute; poss&iacute;vel. A busca da seguran&ccedil;a p&uacute;blica e de todos os estados e do Minist&eacute;rio da justi&ccedil;a &eacute; pelo ideal.<br /> <br /> Visando tamb&eacute;m o que vai ser melhor e ideal para as policias, de forma que a integra&ccedil;&atilde;o tamb&eacute;m entre os representantes de cada estado possa se valer do conhecimento e experi&ecirc;ncia do outro, &eacute; de extrema grandeza.<br /> <br /> O delegado relatou:<em> &quot;Levo para o meu Estado no final desse curso, todo conhecimento obtido e toda experi&ecirc;ncia demonstrada por cada participante, e a expectativa de que estamos no caminho certo de aperfei&ccedil;oar e estudar novas t&eacute;cnicas da investiga&ccedil;&atilde;o criminal e principalmente do crime praticado contra a vida, sendo a vida o maior bem juridicamente protegido&quot;.</em>&nbsp;Disse.</span>
ASSUNTOS

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.