Condenado

Homem é condenado à prisão por expor órgão genital dentro de universidade no Tocantins

'Mãe, ele está com a calça arriada, com o pinto para fora', disse uma menina que viu a cena. O caso ocorreu em março de 2016.

Por Redação 1.511
Comentários (0)

12/07/2019 09h27 - Atualizado há 7 horas
UFT de Palmas

Bruno Marcelo de Paula Pires foi condenado a 5 meses e 10 dias de detenção por ter sido flagrado com a calça arriada e com a genitália exposta no interior da Universidade Federal do Tocantins (UFT) em Palmas.

A sentença foi dada pela juíza Odete Batista Dias Almeida nesta quinta-feira (11). Apesar da condenação, o homem poderá responder ao processo em liberdade.

A denúncia do Ministério Público do Tocantins (MPTO) aponta que Bruno Marcelo foi flagrado em março de 2016 por uma menina de 09 anos, filha de uma mulher que chegava à universidade.

"Mãe, ele está com a calça arriada, com o pinto para fora”, teria dito a criança no momento. Os guardas da UFT foram acionados e detiveram Bruno em seguida.

Durante o interrogatório, Bruno Marcelo negou as acusações, informou que tinha ido escovar os dentes após o jantar, ouviu uma gritaria do lado de fora e foi detido pelos guardas da UFT ao sair do banheiro. Ele também alegou que sofre perseguição na própria UFT por causa do seu estilo de vida.

Responsável pela detenção de Bruno, o policial militar Esdras Patrício Cirqueira informou no processo que já conhecia o homem por envolvimento em caso idêntico, na Quadra 504 Sul.

Processo administrativo instaurado na UFT para apurar o caso foi arquivado por falta de provas.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.