Consórcio

Por R$ 66,5 milhões, empreiteiras vão recuperar trechos da TO-080, TO-070 e TO-255

Ao todo, 136 quilômetros de asfalto devem ser reconstruídos nas três rodovias.

Por Redação 589
Comentários (0)

12/02/2019 14h55 - Atualizado há 6 meses
Objetivo é fortalecer o sistema logístico do Tocantins

O Consórcio Crema Paraíso venceu a licitação do Lote 8 do Contrato de Reabilitação e Manutenção de Rodovias (CREMA2) no Tocantins. O resultado foi publicado no Diário Oficial do Estado da última sexta-feira (08). 

Formado pelas empresas Sobrado Construções Ltda, Goiás Construtora Ltda e GAE Construção e Comércio Ltda, o consórcio ofertou a proposta de R$ 66.518.259,34.

O lote 8 engloba três trechos de rodovias importantes: o da TO-080, entre Palmas e Paraíso; o da TO-070, entre Porto Nacional e Brejinho de Nazaré; e o da TO-255, entre Porto Nacional e Monte do Carmo. 

Ao todo são 136 quilômetros de asfalto que serão reconstruídos e terão a sinalização reabilitada, segundo o Governo do Tocantins. Outros 1,2 mil quilômetros recebam as melhorias previstas no Contrato.

O Governo também afirmou que os trechos foram escolhidos a partir de uma estratégia de fortalecimento da infraestrutura das estradas tocantinenses. 

CREMA-2

O CREMA-2 é um projeto financiado pelo Banco Mundial, por meio do Programa de Desenvolvimento Regional Integrado e Sustentável (PDRIS).

O contrato para as obras tem duração de cinco anos. Nos dois primeiros anos, a empresa contratada executa a recuperação das rodovias previstas no projeto. Nos três últimos, a construtora fica responsável pela manutenção constante dos trechos.

“A qualidade de execução dos serviços, aliada ao período de cinco anos do contrato, promoverão perfeitas condições de trafegabilidade, conforto e segurança. Essas ações fazem parte dos esforços do Governo para fortalecer o sistema logístico do estado”, afirmou o presidente da Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), Virgílio Azevedo.

A Ageto deve assinar o contrato com a empresa vencedora ainda neste mês de fevereiro. A ordem de serviço será dada após análise do Banco Mundial.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.