‘Andarilhos'

Romance de ficção científica ambientado no Tocantins conta lendas aterrorizantes em fazenda

A obra será lançada em Palmas no próximo dia 24, às 19h. 

Por Redação
Comentários (0)

25/06/2019 14h37 - Atualizado há 3 semanas
Melchiades Montenegro

A história de três meninos curiosos, muitas travessuras, uma floresta e uma estranha cratera são alguns dos elementos que fazem parte da narrativa de ‘Andarilhos', romance ambientado no Tocantins e escrito pelo autor pernambuco Melchiades Montenegro. A obra foi lançada em Palmas nesta ssegunda-feira (24). 

A história, uma ficção científica com doses de misticismo, é recheada de lendas e crenças populares e tem como cenário uma fazenda no Tocantins, que no passado era habitada pelos povos Apinajés.

Nas páginas, o leitor conhece situações sem escapatórias. E, diferente de trabalhos anteriores, nesta obra, Montenegro busca surpreender em cada capítulo.

Andarilhos é um romance, (na concepção popular), que aborda o misticismo e o amor maduro, em paralelo com a busca incessante de um mundo místico que até então não é palpável”, esclarece o autor.

Os nomes dos personagens da trama, protagonizados por Ariadne, fazem alusão às estrelas ou tomam emprestados nomes da mitologia grega e romana. 
 
E é na mata aterrorizante, com segredos milenares inexplicáveis que os personagens, homens ou animais desaparecem para sempre. Teseu e seus primos, todos crianças, mesmo advertidos do perigo decidem explorar o tenebroso lugar e desvendar o enigma da cratera dos sonhos. 

TOCANTINS

Segundo o autor, vários motivos o fizeram escolher o Tocantins como cenário para o livro. Geógrafo por formação com especialização em aerofotogrametria e solos, para ele, o Estado ainda é pouco explorado na literatura brasileira.

Fui professor de Cartografia em algumas faculdades de Pernambuco, então sabendo e ensinando que o Ponto Geodésico do Brasil encontrava-se no Norte de Goiás, e desde a criação do Tocantins passou a ser neste Estado, o fato não deixa de ser uma curiosidade. Sendo Andarilhos se trata de uma ficção científica, com boa dose de misticismo, nada melhor do que situá-lo próximo a esse local pela possível energia que dele emana e atrai”, justifica.

PERFIL

Pernambucano, nascido em 1942 na cidade de Catende (PE), Melquíades é geógrafo com especialização em Solos e Aerofotogrametria, aposentado da Empresa Pernambucana de Pesquisa Agropecuária (IPA). Escritor, Poeta e Artista Plástico, com inúmeros artigos, crônicas, contos, poemas e livros publicados, ele também ocupa a vice-presidência da União Brasileira de Escritores - UBE, Secretário Geral da Ordem do Mérito Literário Jorge de Albuquerque Coelho e Coordenador do Seminário de Historiologia Pernambucana da UBE, Acadêmico da Academia de Artes e Letras de Pernambuco – AALPE e muitas outras ocupações.

Autor das Aquarelas Iconográficas do Conjunto Arquitetônico de Triunfo – 2003, ele ainda é ilustrador de vários livros científicos, de literatura, de poemas como o de HaiKai 'O trajeto das Horas' e o infantil 'A Chuva e a Árvore'. Produtor e ator do filme em Curta Metragem – “Tiro no pé' e do documentário 'Noventa anos do cine teatro Guarany'. 

Autor de vários livros publicados, ele também é responsável pelas colunas 'Fatos Esquecidos da Nossa História' e 'Vultos Esquecidos da Nossa História' do Jornal Ponto de Encontro, Recife (PE) e 'Pernambuco Histórico' do Jornal da Editora Novo Horizonte.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.