Ajude!

Atores da Globo autografam camiseta para ajudar criança com doença degenerativa

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

16/08/2017 07h54 - Atualizado há 1 mês
Policiais militares do 6º batalhão, em Taquaralto, conseguiram uma camiseta autografada por atores da TV Globo para ajudar no tratamento do menino João Gilberto, de 02 anos, portador de uma doença degenerativa. Os autógrafos são de Bianca Bin, Sérgio Guizé e Caio Paduan, que estão gravando a novela “O Outro Lado do Paraíso”, no Jalapão. Os policiais são da equipe direcionada para o reforço policial na região durante as gravações. O menino mora no setor Aureny IV, em Palmas. A campanha é intitulada "Ame João Gilberto". A camiseta autografada foi entregue recentemente à família da criança que ainda não definiu ao certo a melhor forma de angariar fundos por meio dela, mas diz que já é um grande incentivo para renovar cada dia mais as expectativas. Segundo a mãe de João, Maria de Jesus, é muito gratificante quando pessoas que representam a lei e a ordem, como a Polícia Militar, abraçam sua causa, pois dá mais credibilidade a campanha. “Fui surpreendida quando vi a foto dos policiais militares com a camiseta autografada em mãos. Caí no choro, pois já pensávamos em uma forma de conseguir os mesmos para ajudar na divulgação e arrecadação de verba, e assim ajudar no tratamento do meu filho. Eles tiraram um tempo durante uma rotina tumultuada para nos apoiar, e só tenho um ‘muito obrigada’ a oferecer”, destacou. O medicamento Nusinersen (Spinraza) pode ajudar no tratamento da criança, mas ele ainda está em fase de aprovação pela Anvisa e sem previsão de liberação para venda no Brasil. O medicamento já foi utilizado por crianças brasileiras e estabilizou a doença, com a volta dos movimentos, mas custa em torno de 750 mil dólares. Entenda a história do João João Gilberto é uma criança de apenas 02 anos e 04 meses de idade e descobriu que era portador de uma doença rara, degenerativa e rápida chamada AME (Atrofia Muscular Espinhal), tipo 2, em maio deste ano, no Hospital Sarah em Brasília. Esta por sua vez é uma doença genética com incidência aproximada de 1 em cada 8000 nascimentos, causando fraqueza muscular e perda progressiva do movimento. Isto ocorre devido à deterioração das células nervosas (neurônios motores) ligando a medula espinhal aos músculos do corpo. Assim, os músculos que são utilizados para atividades como engatinhar, andar, sentar-se e mover a cabeça tornam-se progressivamente mais fracos e encolhem. É importante ressaltar que esta doença não afeta as habilidades mentais e é classificada de acordo com a idade em que os sintomas se desenvolvem. A do tipo 2 é grave em menor teor do que a do tipo I, e afeta bebês entre 6 e 18 meses de idade, causando problemas respiratórios que necessita de cuidados diários. Os interessados em ajudar podem contribuir por meio de depósito bancário ou através da vaquinha feita na internet. A trajetória do menino também pode ser acompanhada na página no facebook clicando aqui. Dados bancários: Titular: João Gilberto Rocha de Oliveira CPF: 078.512.961-88 Banco do Brasil Agência: 2781-2 Conta poupança: 35627-1 V: 51 Caixa Econômica Agência 3939 op:013 Conta Poupança: 70808-4

Comentários (0)

Mais Notícias

Redes Sociais

Menos de 10% das imagens que circulam no WhatsApp são verdadeiras, diz pesquisa

Levantamento foi feito em 347 grupos verificou fotomontagens e mensagens falsas.

Festa

Turnê 'Buteco do Gusttavo Lima' desembarca em Palmas no dia 1º de dezembro

O 'Buteco' terá a locução do apresentador Cuiabano Lima.

FORA DO AR

YouTube fica fora do ar por mais de 1h no mundo inteiro na noite desta terça

Site de vídeos apresentou erros, assim como os aplicativos para smart TVs e smartphones

Em 2019

Após AnaVitória, gêmeas Maiara e Maraísa vão estrear comédia no cinema

A dupla que cresceu em Araguaína aguarda apenas um ajuste na agenda para marcar presença no longa.

Saúde Mental

Não chame de ansiedade: 8 exemplos de como banalizamos as doenças mentais

Frequentemente utilizamos na linguagem cotidiana termos sobre transtornos que incapacitam. Às vezes, levam ao desrespeito dos direitos das pessoas afetadas por essas doenças

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.