Projeto de Extensão

Projeto 'O cordel roda em Araguaína' divulga textos de estudantes nas redes sociais

O projeto envolve duas acadêmicas do 6º período do curso de Letras.

Por Poliana Macedo
Comentários (0)

24/09/2020 15h07 - Atualizado há 1 mês
Os textos estão sendo divulgados nas redes sociais

Com o objetivo de fomentar práticas de leitura e de escrita de cordéis, o projeto de extensão "O cordel roda em Araguaína" iniciou a divulgação de textos nas redes sociais. O projeto é coordenado pelas professoras Eliane Testa e Danielle Mastelari, do Curso de Letras no Câmpus de Araguaína, da Universidade Federal do Tocantins (UFT).

O projeto envolve duas acadêmicas do 6º período do curso de Letras, Ana Karolliny Freitas e Elisama de Oliveira, que em dupla já produziram diferentes cordéis, com temáticas bastante urgentes, a exemplo dos cordéis que falam sobre as queimadas no Tocantins e a violência contra a mulher.

Inicialmente, o projeto tinha sido pensado para rodar, de modo presencial em Araguaína, mas com a pandemia da COVID-19, o grupo organizou a sua circulação de forma online por meio de redes sociais e nas plataformas da web.

Segundo a professora Eliane Testa, a ideia é que quando a pandemia passar, seja desenvolvido uma segunda parte/fase do projeto de extensão. “Além disso, já estamos com o livro digital (e-book) de cordel, que tem como título "Cordéis de duas tocantinenses", no prelo”, explicou.

Ainda segundo Testa, o livro será lançado ainda neste ano, na II FLUA - Feira Literária da UFT de Araguaína: Travessias em tempos de incertezas. O evento artístico-cultural acontecerá de modo remoto, via Google Meet, em novembro de 2020.

Conheça os cordéis produzidos no projeto de extensão logo abaixo.

1 - Covid X Povos indígenas

2 - Mulheres X Pandemia

3 - Uma Maria das Marias

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.