Polícia Civil

Jovem que fazia delivery de drogas e recebia pagamento via Pix é preso em flagrante

Se condenado. ele pode pegar uma pena de até 15 anos de reclusão. 

Por Redação 1.283
Comentários (0)

10/11/2021 15h50 - Atualizado há 7 meses
Jovem preso

Um jovem de 24 anos suspeito de manter uma espécie de delivery de drogas em Arapoema foi preso em flagrante pela Polícia Civil na cidade localizada do norte do estado na noite desta terça-feira (09).

A operação foi deflagrada por volta das 20h, quando os policiais civis flagraram o suspeito recebendo uma barra de cocaína em estado bruto e centenas de embalagens plásticas, onde o entorpecente seria acondicionado.

De acordo com o delegado Marco Aurélio, o preso já vinha sendo investigado por comercializar cocaína na cidade de Arapoema. “Nossas investigações apontaram que o homem recebia drogas de outras cidades e, então, após fracionar o entorpecente, vendia aqui em Arapoema”, disse.

No decorrer da operação, os agentes também encontraram na casa do suspeito mais de R$ 1 mil em espécie, bem como cocaína já embalada e pronta para a comercialização.

Ainda segundo a autoridade policial, as investigações também demonstraram que o traficante geralmente recebia o pedido dos clientes e o pagamento era feito via Pix e transferência por meio de aplicativo pelo celular.

“Para agilizar as vendas e também as entregas, o suspeito utilizava uma motocicleta e possuía meios modernos para recebimento pela venda das porções e ainda entregava no local onde o cliente desejasse”, explica o delegado Marco Aurélio.

O preso foi recolhido na Unidade Penal de Colinas. Conforme o delegado Marco Aurélio, se for condenado pelo crime de tráfico de drogas, ele pode pegar uma pena de até 15 anos de reclusão. 

Drogas e dinheiro apreendidos
Embalagens que seriam utilizadas para acondicionar o entorpecente

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.