Artigo

Pesquisa sobre geleia de fruta do cerrado tocantinense recebe premiação internacional

O araticum é um fruto nativo do Cerrado que pode ser usado na culinária.

Por Redação 1.017
Comentários (0)

27/01/2022 09h23 - Atualizado há 3 meses
O araticum (nome científico Annona crassiflora) é uma planta característica do Cerrado.

As pesquisadoras da Universidade Federal do Tocantins (UFT) Maria Olívia dos Santos Oliveira, Bianca Barros Dias e a professora Glêndara Aparecida de Souza Martins, foram vencedoras no I Congreso Euroamericano de Procesos y Productos Alimentarios (I Ceapa), realizado em formato virtual dentre os dias 9 a 11 de dezembro de 2021.

Elas foram premiadas pelo trabalho de título "Estabilidade da atividade antioxidante, carotenóides, vitamina C, flavonóides e antocianinas de geleia de Araticum (Annona Crassiflora Mart.) em diferentes embalagens". 

Segundo Maria Olívia, hoje em programa de doutoramento, o trabalho é fruto do seu mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos da UFT (Câmpus de Palmas). Bianca Dias foi bolsista de iniciação científica e ambas orientadas pela professora Glêndara Martins. "Uma parte do estudo foi premiado na Fecit de 2019 em primeiro lugar; foram publicados diversos trabalhos acadêmicos com frutos do cerrado, em especial o Araticum", diz Maria Olívia.

Ela explica que "os resultados do trabalho apresentados no Ceapa são referentes à estabilidade de compostos bioativos e atividade antioxidante das geleias de Araticum. O trabalho permitiu acompanhar a degradação desses compostos durante o armazenamento, uma vez que é extremamente importante para a agregação de valor, nutricional e econômico, que esses compostos permaneçam no produto após o processamento do fruto e armazenamento das geleias”, disse a pesquisadora. 

Bianca destaca que o prêmio "veio não só como um reconhecimento e incentivo, mas também como uma confirmação de que estamos no caminho certo, desenvolvendo pesquisa com resultados de qualidade. Para mim é uma honra integrar o time de pesquisadores do Laboratório de Cinética e Modelagem de Processos (Lacimp-UFT), aprendo muito diariamente e vejo que bons resultados vêm para quem põe dedicação e empenho no que faz".

A professora e orientadora Glêndara Martins, destacou o sentimento de orgulho de ver as acadêmicas e a Universidade ganhando espaço internacional e sendo referência de qualidade.

O artigo premiado pode ser acessado de forma completa neste link.

Pesquisadoras premiadas

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.