Buraco e escuridão

Dimas entrega casas populares com acesso precário e isola moradores em Araguaína

Dos cinco residenciais, três são do Programa Minha Casa Minha Vida.

Por Redação 1.724
Comentários (0)

10/04/2019 09h55 - Atualizado há 1 semana
A situação fica pior no período chuvoso

Cinco residenciais construídos com verba pública foram entregues em Araguaína com acesso totalmente precário e a situação tem causado transtornos a milhares de moradores todos os dias. 

Três dos residenciais são do Programa Minha Casa Minha Vida, do Governo Federal em parceria com a Caixa Econômica Federal. São eles: o Lago Azul I, III e IV. 

Na mesma localidade, a prefeito Ronaldo Dimas (sem partido) já entregou imóveis do residencial Parque do Lago 1 e lançou recentemente o Parque do Lago 2. Os lotes foram doados pela Prefeitura de Araguaína e as casas financiadas pela Caixa Econômica. O valor médio dos imóveis é de R$ 100 mil.

O principal acesso aos residenciais é pela Via Lago, o cartão postal inacabado de Araguaína. A pavimentação asfáltica da via terminou alguns metros depois da ponte sobre o Lago Azul. Na sequência, a pista está cheia de buracos, não tem iluminação e nem cascalhamento e acumula muita lama nesse período chuvoso.

Um morador, que preferiu não se identificar, criticou a situação. “Há quatro anos o acesso está nessas condições: caótico”, disse.

O Residencial Lago Azul conta com 2.530 casas entregues. No Parque do Lago, 881 serão entregues. 

Procurada, a Prefeitura de Araguaína jogou a responsabilidade para os donos dos loteamentos particulares.

"A Prefeitura de Araguaína informa que o acesso ao Parque do Lago, pela Via Lago, é de responsabilidade dos proprietários dos loteamentos Jardim do Lago e Mansões do Lago. A Prefeitura comunica ainda que as empresas já foram notificadas para concluir a obra”.

Lama e buracos em rua
Acesso aos residenciais pela Via Lago
Água acumulada na via
Via sem asfalto

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.