Salvina Bravo

'Era tudo muito precário', conta empresária que chegou em Araguaína há 43 anos

Ela criou uma das maiores redes de lojas do Estado que gera cerca de dois mil empregos diretos.

Por Redação 3.792
Comentários (0)

09/11/2018 13h46 - Atualizado há 3 meses
Empresária Salvina Bravo

Um amor construído pelo tempo e uma história que vem transformando muitas outras. A empresária Salvina Bravo nasceu em Itapaci, em Goiás, e veio para Araguaína há 43 anos, recém-casada.

Ela colaborou com o crescimento da cidade, gerando milhares de empregos, criando uma das maiores redes de lojas do Estado.

Salvina Bravo conta que seu sentimento é de gratidão e amor incondicional pela cidade que a acolheu. “Araguaína, para mim, é sinônimo de prosperidade, receptividade, um lugar onde há pessoas com quem gosto de conviver. Faço muitas viagens e até temos apartamento em Palmas e Goiânia, mas é só aqui que me sinto em casa, não troco Araguaína por lugar nenhum do mundo”, disse.

Potencial para desenvolvimento

Salvina e o esposo escolheram a região para iniciar uma vida nova por enxergar o potencial para o desenvolvimento de sua atividade à época, a agropecuária. O que antes eram dificuldades, hoje são recordações divertidas.

Ainda era tudo muito precário, a energia era a motor e desligava às 22 horas. O atendimento médico também era difícil e a maioria das mulheres tinha seus filhos assistidas pela parteira Vanda”, contou.

Do campo à cidade

A família cresceu, os filhos nasceram araguainenses e, com o tempo, veio a necessidade de deixar a fazenda onde moravam com destino à cidade, a fim de que os três meninos frequentassem a escola.

Com a mudança, resolveram investir em outra atividade. “Nessa época, compramos uma farmácia, porque eu pensava que seria um bom lugar para os meninos trabalharem quando crescessem”, contou.

Mais tarde, em 1998, a família resolveu investir em outro segmento e abriu a primeira unidade de comércio. A loja cresceu e já conta com filiais em outras cidades do Tocantins, além dos estados do Pará, Maranhão e Bahia.

Hoje, a rede de lojas gera dois mil empregos diretos, colaborando com o desenvolvimento do Tocantins, proporcionando renda e dignidade a diversas famílias.

(Mara Santos)

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2019 AF Notícias. Todos os direitos reservados.