Descaso

Sem recolher lixo há 4 meses, IML de Araguaína não está fazendo exames em corpos

Problema gera mau cheiro e risco de doenças para os servidores.

Por Joselita Matos | Conteúdo AF Notícias 1.587
Comentários (0)

28/04/2022 09h36 - Atualizado há 2 meses
Lixo acumulado no IML de Araguaína.

O Instituto Médico Legal (IML) de Araguaína está sem os serviços de coleta de lixo hospitalar desde dezembro do ano passado. Por causa do problema, resultante do acúmulo de lixo nas dependências do órgão, a equipe técnica está sem condições de realizar procedimentos necroscópico, como a verificação de causas de morte e outros tipos de exames periciais.

De acordo com a denúncia encaminhada ao portal AF Notícias, somente nesta quarta-feira (27/4), três corpos foram encaminhados de Araguaína para o IML de Colinas do Tocantins, a 100 km de distância.

O lixo está amontoado por quase todo o espaço da Sala de Necropsia e o mau cheiro já está insuportável. Além disso, há um grande risco à saúde dos servidores do órgão em razão da probabilidade de contaminação por diversos tipos de doenças.

O exame necroscópico tem quatro finalidades fundamentais, a saber: identificar o cadáver; determinar a data e a hora aproximada do óbito; determinar a causa médica da morte; e colher e oferecer informações que colaborem no estabelecimento da causa jurídica da morte.

Problemas em 2016

O IML de Araguaína já foi alvo de uma Ação Civil Pública (ACP) do Ministério Público do Tocantins (MPTO) em 2016. Na época, foi verificada a falta de servidores, alojamento para plantonistas e de cantina.

Além da precariedade das instalações hidráulicas, faltavamm equipamentos de proteção individual e de espaço para atender às demandas de toda a região de Araguaína. O MPE apontou na época que o prédio estava em péssimo estado de conservação.

Outro problema crônico é o esgoto da unidade, que corre a céu aberto. A Justiça já determinou que o Estado adote as devidas providências, mas o problema continua.

O QUE DIZ O GOVERNO?

"A Polícia Civil do Tocantins, por meio da Superintendência da Polícia Científica e do Instituto Médico Legal (IML), informa que todas as providências já estão sendo adotadas no sentido de normalizar o recolhimento do lixo que é produzido diariamente na unidade do Instituto, na cidade de Araguaína.

Informa ainda que, em nenhum momento, os serviços prestados pelo Núcleo do IML de Araguaína, tais como necropsia, foram afetados ou interrompidos.

Desse modo, uma reforma já está sendo providenciada no sentido de melhorar a qualidade do atendimento que é realizado diuturnamente pelo órgão, o que beneficiará não somente a cidade de Araguaína, bem como, os demais 35 municípios que são atendidos pelo núcleo do IML da maior cidade do norte do estado. Esclarece ainda que nesta sexta-feira, 28, todo o lixo que ainda se encontra nas dependências do órgão será recolhido."

Não há recolhimento de lixo desde dezembro do ano passado.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2022 AF Notícias. Todos os direitos reservados.