CNJ

Advogado de Araguaína concorre disputada vaga no Conselho Nacional de Justiça

Dearley Kuhn será o único representante da advocacia tocantinense na disputa.

Por Redação 797
Comentários (0)

26/04/2019 17h08 - Atualizado há 1 ano
Dearley Kuhn

O advogado e presidente da Associação Comercial e Industrial de Araguaína (Aciara), Dearley Kühn, protocolou sua inscrição para concorrer a uma das duas vagas destinadas aos representantes da advocacia junto ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

No próximo dia 20 de maio, o pleno do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), situado em Brasília, composto por conselheiros federais representantes de todas as seccionais da OAB, decidirá pela indicação de dois nomes de advogados para atuarem como membros do CNJ em um mandato de dois anos.

Ele terá a difícil missão de conseguir a indicação pela instituição classista, já que concorrerá com outros 25 nomes que se inscreveram, incluindo os atuais conselheiros federais e ainda ex-membros da diretoria executiva da instituição.

Dearley Kuhn será o único representante da advocacia tocantinense na disputa. “Será uma oportunidade de apresentar uma alternativa totalmente independente e com muita vontade de fazer algo para melhorar o acesso à Justiça e a serviços cartorários, sempre com a atenção à preservação incondicional e às prerrogativas da advocacia, que no fundo visam sempre garantir a cidadania aos cidadãos”, afirmou o advogado.

O CNJ é o órgão responsável por julgar processos disciplinares de juízes de todo o território nacional, zelando pela autonomia do Poder Judiciário e pelo cumprimento do Estatuto da Magistratura, além de definir o planejamento estratégico, os planos de metas e os programas de avaliação institucional do Poder Judiciário.

O órgão é ainda responsável por receber reclamações, petições eletrônicas e representações contra membros ou órgãos do Judiciário, inclusive contra seus serviços auxiliares, serventias e órgãos prestadores de serviços notariais e de registro que atuem por delegação do poder público oficializado.

A escolha

Para conquistar o cargo, o advogado busca o apoio dos Conselheiros Federais da Seccional do Tocantins para que possa ser um representante da advocacia local em um órgão com muita representatividade nacional, que visa aperfeiçoar o trabalho do sistema judiciário brasileiro, principalmente no que diz respeito ao controle e à transparência administrativa e processual.

A escolha será por meio de votação no Pleno do Conselho Federal da OAB, sendo que cada bancada terá direito a 1 voto, além de cada membro vitalício da instituição terá direito a mais 1 voto. Após esse processo, serão escolhidos os dois candidatos que atingirem maioria absoluta dentre os votos válidos, podendo ser realizado inúmeras votações até que se cheguem aos dois eleitos.

Carreira jurídica

Com mais de 30 anos de experiência profissional, Dearley teve atuação destacada junto ao Conselho Estadual da OAB Tocantins por três oportunidades, inclusive tendo presidido o Tribunal de Ética e Disciplina da instituição por três anos. Ainda foi conselheiro federal da OAB durante seis anos.

Atual presidente ACIARA, no biênio 2018/2019, Dearley foi o diretor mais antigo em exercício, atuante desde 1994.

O advogado é atualmente o membro do Rotary Club de Araguaína com maior tempo de atuação e foi presidente por uma oportunidade. É presidente do Conselho das Células Comunitárias de Segurança Pública de Araguaína e também atua como diretor jurídico do Sindicato Rural de Araguaína.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.