Nesta sexta, 25

Vice-reitora explica processo da efetiva implantação da UFNT durante seminário em Araguaína

A Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT) foi criada no dia 8 de julho.

Por Redação 817
Comentários (0)

23/10/2019 08h29 - Atualizado há 4 meses
Encontro da comissão ocorrido na sexta passada

A comissão de acompanhamento da Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT) vai realizar um seminário para explicar como ocorrerá o processo de implantação da nova instituição. O evento ocorrerá nesta sexta-feira (25), em Araguaína, a partir das 14h, no anfiteatro do campus Cimba.

Segundo a comissão, o seminário contará com a presença da vice-reitora da Universidade Federal do Tocantins (UFT), professora Dra. Ana Lúcia Medeiros. Ela levará à comunidade acadêmica a dinâmica do processo de transição entre instituições.

Para a presidente da comissão de acompanhamento, professora Dra. Kênia Rodrigues, esse seminário é o primeiro passo para o entendimento de todo o processo da efetiva implantação da UFNT. “Nós queremos uma nova universidade, um novo modelo de gestão, que é o quesito fundamental para a criação e o desenvolvimento da UFNT na região”, destacou.

Reunião anterior

Na tarde da última sexta-feira (18), já foi realizada uma reunião com a comunidade acadêmica sobre os rumos da UFNT e os próximos passos para a implantação da universidade. Cerca de 70 professores, alunos e técnicos-administrativos dos campi de Araguaína e Tocantinópolis estiveram presentes.

Na pauta da reunião estavam: a conjuntura atualizada do processo de criação da UFNT; a apresentação do Seminário de Experiências de Transição; a formação de um Grupo de Trabalho para discutir os modelos de gestão; e o estabelecimento de um cronograma de ações até dezembro de 2019.

Com a formação do Grupo de Trabalho (GT), composto por 12 membros que representam cada classe e campi, inicia-se agora os trabalhos para discussão dos modelos de ensino e de gestão existentes. Ainda dentro da proposta para o GT está a discussão do modelo do regimento e estatuto da UFNT.

Ainda não foram definidos pelo Ministério da Educação (MEC) os nomes para reitor e vice-reitor pro tempore, os quais serão responsáveis por organizar administrativamente a UFNT e convocar as eleições para reitor e vice-reitor da nova universidade.

UFNT

A Universidade Federal do Norte do Tocantins (UFNT) foi criada no dia 8 de julho, por meio da Lei 13.856/2019, fruto do desmembramento dos campi da UFT de Araguaína e Tocantinópolis.

A instituição contará inicialmente com os dois campi já estruturados e depois haverá a construção de novos em Guaraí e Xambioá.

A criação da UFNT atende a necessidade de expansão do ensino superior na região Norte do país e beneficiará cerca de 1,7 milhão de habitantes, abrangendo 66 municípios do Tocantins, Pará e Maranhão.

O novo encontro será em Araguaína

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.