Seet
Sobral – 300×100

Cemitério do Monte Sinai funciona sem licença ambiental e Câmara pede construção de novo espaço

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Cemitério São Lázaro estaria lotado

Márcia Costa//AF Notícias

A construção de um novo cemitério público em Araguaína foi assunto de discussão durante sessão na Câmara Municipal de Araguaína, nesta terça-feira (25).

Os parlamentares aprovaram, por unanimidade, o requerimento de autoria do vereador Aldair da Costa Sousa (Gipão – PR), onde solicita a construção de um novo cemitério público. Ele lembra o Cemitério São Lázaro, atualmente existente, está lotado e apenas quem já tem jazigo consegue sepultar seus entes queridos.

Em discussão, o vereador Divino Bethânia acrescentou que somente o cemitério Jardim das Palmeiras é regulamentado em Araguaína, porém é particular. Bethânia é autor da proposta de construção de um espaço para velório municipal.

“Os outros cemitérios estão ‘a deus dará’. O sepultamento ocorre de forma arcaica, o caixão na terra. Outra situação é o cemitério do Monte Sinai, que funciona sem licença ambiental e vem correndo o risco de contaminar o lençol freático”, disse o vereador Divino Bethânia.

Comentários pelo Facebook: