Sobral – 300×100
Seet

Cratera gigante na Avenida Filadélfia fará ‘aniversário’ de 7 anos e sem solução definitiva do problema

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Manilhas sendo retiradas do local da cratera

Com quase sete anos de existência, a gigante cratera localizada na Avenida Filadélfia, perímetro urbano da TO-222 em Araguaína, continua a interditar o trânsito e assustar motoristas. E, ao contrário do que muitos esperavam, algumas manilhas de concreto que estavam no local para execução da obra de recuperação da rodovia foram retiradas na semana passada.

As manilhas foram colocadas ao lado da cratera ainda em 2017 e causou estranheza a remoção sem a solução do problema. O ‘buracão’ fica logo abaixo da Ciretran de Araguaína e já invadiu a pista ao lado por várias vezes, interditando completamente o tráfego de veículos.

Sobre a retirada das manilhas, a Agência Tocantinense de Transportes e Obras (Ageto), responsável pela manutenção das rodovias estaduais, informou que elas eram de propriedade da empresa Jurema, detentora do contrato de Reconstrução e Manutenção da TO-222.

Segundo a Ageto, a Jurema está finalizando a elaboração do projeto de engenharia que prevê a resolução definitiva do problema da via. “Assim que o projeto for apresentado, a Ageto irá autorizar a realização da obra que será financiada pelo Banco Mundial, por meio do PDRIS/CREMA”, afirmou.

O PROBLEMA

A gigantesca cratera da TO-222 se manifestou ainda em fevereiro de 2011 e de lá para cá nada de definitivo foi feito. O problema continuou na gestão dos governadores Siqueira Campos (DEM), Sandoval Cardoso (SD) e Marcelo Miranda (MDB).

Em janeiro de 2017, a rodovia chegou a ser interditada pela Defesa Civil após a cratera avançar novamente sobre a pista no trecho que fica em frente à Praça dos Imigrantes, no Setor Coimbra.

 

Foto: Marcos Filho
Cratera na TO-222.
Foto: Marcos Filho
Cratera na Avenida Filadélfia avançou novamente sobre o outra pista da rodovia.

VEJA MAIS

Cratera gigante avança novamente sobre pista da Avenida Filadélfia e Defesa Civil interdita rodovia

Comentários pelo Facebook: