Sobral – 300×100
Seet

Decreto reajusta valores do IPTU de Araguaína em 6,99%; Dimas diz que é só uma ‘atualização monetária’

Redação AF -
Foto: RedeTO
Reajuste do IPTU em 2014 provou revolta na população.

Além da Contribuição de Iluminação Pública (CIP), o prefeito Ronaldo Dimas (PR) também reajustou, por meio de decreto, a planta de valores do IPTU de Araguaína – Imposto Predial e Territorial Urbano para o exercício de 2017. Centenas de taxas dos serviços municipais também foram reajustadas no final do ano passado. Os atos estão publicados no Diário Oficial de 30 de dezembro.

Conforme o decreto nº 479, a planta de valores será reajustada em 6,99%. O percentual se baseia no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA, acumulado nos últimos 12 meses.

Segundo o prefeito, trata-se apenas de uma atualização monetária, conforme previsto em lei, e não majoração do tributo.

O IPTU é cobrado levando em consideração a localização do imóvel e o padrão da construção. Araguaína foi dividida em 13 zonas, que possuem valores diferenciados.

Em 2014, Dimas enfrentou duras críticas da população e a maior crise do seu governo ao reajustar o imposto em mais de 1.000%, o que pesou no bolso do cidadão. Na época, o prefeito justificou que os valores estavam defasados e sem acréscimos por mais de dez anos.

A lei do IPTU, proposta por Dimas, prevê que os valores do imposto sejam corrigidos todos os anos, conforme o IPCA. Veja AQUI a nova planta de valores.

Veja também…

Taxas de serviços municipais de Araguaína são reajustadas em 6,99% por meio de decreto

Contribuição de iluminação pública em Araguaína têm reajuste de quase 7%

Comentários pelo Facebook: