Sobral – 300×100
Seet

Deputados federais do Tocantins recebem elogios, críticas e retaliações nas redes sociais

Redação AF - |
Foto: Edicação Araguaína Notícias
Deputados federais do Tocantins.

Após a votação do relatório da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que recomendava a rejeição da denúncia da Procuradoria Geral da República (PGR) contra o presidente Michel Temer por crime de corrupção passiva, vários deputados sofreram retaliações, alguns receberam elogios e outros foram ‘vítimas’ de memes nas redes sociais. Dos oito deputados do Tocantins, cinco votaram a favor do relatório, dois contra e houve uma ausência.

Veja a análise feita na manhã desta quinta-feira (03), nas páginas oficiais dos representantes tocantinenses e em grupos de WhatsApp do Estado.

VOTARAM PELA INVESTIGAÇÃO DE TEMER

César Halum (PRB)

Mesmo com indicações de cargos no Governo Federal no âmbito do Tocantins, o parlamentar mostrou independência e votou contra o governo, recebendo uma chuva de elogios dos internautas em sua página oficial. “Tenho 29 anos de vida pública e sempre me pautei pela transparecia, coerência e combate à corrupção. Votei a favor do impeachment da presidente Dilma e agora por considerar que todos são iguais perante a Constituição Brasileira eu voto pela continuidade das investigações das denúncias contra o presidente Temer”, postou.

É possível que com este posicionamento o parlamentar sofra retaliações do Governo nos próximos dias, com cortes dos seus indicados na Superintendência Federal de Pesca no Tocantins, GEAP, além do corte de emendas parlamentares, já que o Governo tem se mostrado implacável com quem vota contra ele. Entretanto, a opinião pública foi praticamente unânime a favor do parlamentar nas redes sociais.

Facebook: https://www.facebook.com/cesarhalum/

Irajá Abreu (PSD)

Fiel ao posicionamento de sua mãe, senadora Kátia Abreu (PMDB), Irajá manteve a oposição ao Governo Temer.

“Ninguém está acima da lei, nem mesmo o Presidente da República Michel Temer. Por isso, conforme a minha consciência e em respeito a vontade de 95% dos brasileiros o meu voto é para que o Presidente possa ser investigado. O meu voto é não ao relatório e sim às investigações”, postou em sua rede social. Os comentários ao posicionamento do parlamentar, em sua maioria, foram positivos.

Facebook: https://www.facebook.com/irajaabreu/

VOTARAM CONTRA A DENÚNCIA

Professora Dorinha (DEM)

Em sua justificativa, a deputada afirmou seguir a orientação de seu partido. Em seu seu Facebook não foi mencionado o motivo do seu posicionamento. No entanto, em grupos do WhatsApp, a própria deputada compartilhou uma nota com suas justificativas, mas não se livrou das críticas.

“Até que um dia votei. Até que um dia achei que tinha alguém representando nossa classe de trabalhadores da educação. Mas hoje ao ver e ouvir o seu SIM, senti repúdio de você! Você não representa nem mim e nem a minha família, que um dia defendeu sua proposta, acreditou em você e estampamos suas propagandas em nossas casas”, postou uma eleitora tocantinense na página da deputada.

A repercussão nas redes sociais em torno do posicionamento da deputada foi, em sua maioria, negativa.

Facebook: https://www.facebook.com/profdorinha/

Josi Nunes (PMDB)

Na página oficial da parlamentar também não há nenhum menção ao seu posicionamento durante a votação. Centenas de comentários negativos sobre o voto a favor de Temer foram deixados em outra postagem da deputada.

“Você é uma vergonha. Meu maior ódio foi ter dado meu voto acreditando que você era favorável ao povo, somente restou meu desprezo. Que Deus nunca permita que você seja eleita para mais nada nesse país. Não imagina como me sinto enojada em ter dado esse voto. Mas agora minha campanha é contra você, pode ter certeza”, comentou uma internauta.

A repercussão nas redes sociais em torno do voto da deputada foi, em sua maioria, negativa.

Facebook: https://www.facebook.com/josinunesto/

Lázaro Botelho (PP)

Na Página do parlamentar há uma nota que expõe os motivos do voto do deputado. As informações também foram divulgadas no WhatsApp e encaminhadas à imprensa. Não há comentários sobre o posicionamento do parlamentar em sua rede social.

Já nas redes sociais, houve muita repercussão negativa ao posicionamento do deputado. “Não é ele que trabalha todos os dias para ganhar o pão de cada dia. Nós pais de família e honestos que trabalhamos​ para eles luchar. Bando de covardes. Bom saber disso”, afirmou um internauta.

A repercussão nas redes sociais em torno do voto do deputado foi, em sua maioria, negativa.

Facebook: https://www.facebook.com/dep.lazaro/

Dulce Miranda (PMDB)

A última postagem da parlamentar foi realizada antes da votação da denúncia. Não há comentários sobre o posicionamento da deputada na fanpage oficial. A parlamentar, que é do mesmo partido do presidente, apenas direcionou o seu voto durante a votação. Logo depois da votação, seu esposo o governador do Estado, Marcelo Miranda, afirmou que a rejeição da denúncia contra Temer “supera uma grave crise de incertezas”.

“Essa Dulce Miranda e esse Marcelo são todos malandros e o povo ainda elegem esses dois“, comentou um internauta em um dos grupos de WhatsApp do Tocantins.

A repercussão nas redes sociais em torno do voto da deputada foi, em sua maioria, negativa.

Facebook: https://www.facebook.com/dulcepaganimiranda/

Carlos Henrique Gaguim (PODE)

O deputado com seguidores no Facebook, também recebeu várias críticas sobre o seu posicionamento. Em seu pronunciamento, o parlamentar aproveitou para cobrar emendas do Governo Federal para o Estado. O posicionamento de Gaguim não foi surpresa, pois ele já havia divulgado anteriormente na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, que votaria a favor de Temer. À época, ele chegou a afirmar que não tinha medo de perder votos por apoiar Temer, pois “o povo esquece isso“.

“Você não é digno de representar nosso Tocantins”, disse um internauta, além de várias postagens com emoctions que simbolizam vômitos.

A repercussão nas redes sociais em torno do voto do deputado foi, em sua maioria, negativa.

Facebook: https://www.facebook.com/carlos.gaguim/

Vicentinho Júnior (PR)

O deputado não compareceu à votação. De acordo com informações divulgadas na imprensa tocantinense, ele estaria em viagem internacional.

A repercussão nas redes sociais em torno da ausência, em sua maioria, foi neutra. Observou-se que as críticas foram direcionadas em sua maior parte, aos parlamentares presentes na votação.

No entanto, mesmo não comparecendo, o parlamentar foi alvo de memes nas redes sociais.

Facebook: https://www.facebook.com/VicentinhoJr/

Foto: Divulgação
Meme com o deputado Vicentinho Júnior, que não compareceu à sessão

Comentários pelo Facebook: