Empresa suspende serviços de lavanderia no Hospital Regional de Araguaína

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Empresa atua há três meses sem receber pagamento no HRA

Márcia Costa//AF Notícias 

Funcionários do Hospital Regional de Araguaína denunciaram ao AF Notícias a paralisação de alguns serviços na lavanderia da unidade. A situação vem trazendo transtornos para pacientes e profissionais da saúde.

Um servidor que pediu para não ser identificado informou que os lençóis disponibilizados aos pacientes internados na UTI são insuficientes para atender a demanda. O problema ocorre desde o início da semana. Por isso, vários pacientes estão passando mais tempo sem higienização.

“Os pacientes estão fazendo rodízio para tomar banho. Aí você imagina um paciente com diarreia, como eu faço, se não tem lençol? Eu tenho que esperar um lençol limpo chegar. Só posso trocar quando chega um limpo”, relatou o funcionário.

Segundo informações de servidores, os serviços da lavanderia foram suspensos por falta de pagamento do Governo do Estado à empresa LaveBras.

“Ficamos sabendo que a empresa recolheu todos os uniformes, não está fornecendo lençóis, nem camisolas. Já estão fazendo inventário e irão proceder com a demissão dos servidores e retirada dos equipamentos (máquinas de lavar e secar) e demais materiais (sabão, alvejante, etc). Assim não sabemos quando o serviço voltará a funcionar regularmente”, disseram os servidores ouvidos pela reportagem.

Uma enfermeira que trabalha na unidade disse que a situação é desumana. “Como enfermeira, digo que é a pior situação que um servidor enfrenta em um hospital. Estamos ali para tratar o paciente  da melhor forma possível, mas é desumano passar por essa situação”, desabafou.

Outro lado

O AF Notícias entrou em contato com o responsável pela empresa LaveBras em Araguaína, mas não quis comentar sobre o assunto.

Já a Secretaria de Estado da Saúde informou que o serviço de rouparia do Hospital Regional de Araguaína encontra-se funcionando de forma regular, e não respondeu os questionamentos sobre o possível atraso no pagamento da empresa.

Comentários pelo Facebook: