Energisa firma convênio com a Saúde e investirá R$ 1 milhão no HGP para reduzir gasto com energia

Agnaldo Araujo -
Foto: Divulgação
O programa deve gerar economia de R$ 283 mil no consume anual de energia do HGP

A Secretaria de Estado da Saúde do Tocantins (SES-TO) firmou na tarde dessa terça-feira (5) um convênio com a Energisa para implantação do Programa de Eficiência Energética no Hospital Geral de Palmas (HGP).

O programa visa a redução do consumo de energia, bem como melhoria das instalações elétricas e o desenvolvimento de ações educacionais com foco no uso racional da energia elétrica no setor público.

Parceria

O Programa de Eficiência Energética no HGP é fruto uma parceria entre a Diretoria de Engenharia da SES e a própria concessionária e foi aprovado na chamada pública nº 002/2017. A proposta apresentada pela Secretaria contempla principalmente a substituição de equipamentos ineficientes que oneram o consumo, por novos aparelhos para evitar o desperdício de energia elétrica e, consequentemente, obter uma melhor relação custo-benefício.

Entre os equipamentos que serão substituídos estão cerca de 5.300 lâmpadas, 17 aparelhos de ar-condicionado e oito motores de refrigeração do ar-condicionado central do hospital. A Energisa financiará 100% do custo dos equipamentos e o valor inicial a ser investido pela empresa foi estimado em mais de R$ 1mi.

Segundo o diretor de Engenharia da SES, Marcelo Gratão Castor, o investimento é de total responsabilidade da concessionária de energia. “O projeto foi desenvolvido a partir da necessidade de reduzir os gastos fixos com energia da unidade. Temos um cronograma de um ano para finalizar a implantação do projeto. Quando implantado a economia real será de 8% ao mês”, explicou.

Para o diretor presidente da Energisa no Tocantins, Marcio Zidan, o convênio traz benefícios não só para o hospital, mas também para a população e pode ser uma espécie de projeto piloto. “Fico feliz em ouvir do secretário que essa economia pode ser convertida em investimentos na saúde. Espero que esse projeto se converta em benefício não só para o setor público, mas também para a população”, declarou.

Foto: Divulgação
O convênio foi assinado durante reunião no HGP

O Secretário de Estado da Saúde, Renato Jaime, falou sobre a importância do projeto para a gestão. “Projetos como esse, que visam a economia de quase R$ 300 mil reais por ano, são extremamente importantes, pois esses recursos podem ser revertidos em investimentos na estruturação dos hospitais e na compra de equipamentos, materiais e medicamentos. Com a substituição desses equipamentos vamos economizar e vai sobrar dinheiro para melhor execução dos serviços de saúde”, disse.

O secretario ainda adiantou que projetos de eficiência energética estão sendo desenvolvidos nas cidades de Araguaína e Gurupi para participar da próxima chamada pública que acontecerá em agosto.

O Programa

O Programa de Eficiência Energética da Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL disponibiliza um percentual da receita líquida operacional das concessionárias de energia para projetos que buscam promover o uso eficiente da energia elétrica em todos os setores da economia. A ideia é incentivar o surgimento novas tecnologias, assim como repensar práticas e costumes com foco no uso racional da energia elétrica.

Para participar da chamada pública o cliente ou seu proponente deve apresentar sua proposta de projeto, podendo contemplar a substituição de equipamentos ineficientes por mais eficientes, automação de processos e ações de conscientização que garantam redução do desperdício de energia elétrica e, consequentemente, uma melhor relação custo-benefício, conforme critérios estipulados pela. Se a proposta for selecionada, a Energisa, por meio do Programa de Eficiência Energética, pode financiar 100% das ações. Os equipamentos retirados do local do projeto serão encaminhados para descarte. Também é realizada uma ação de conscientização com quem trabalha ou mora no local e um estudo posterior para mensurar se os resultados previstos foram realmente atingidos.

Comentários pelo Facebook: