Ministério da Saúde habilita clínica de radioterapia em Palmas para atender pelo SUS

Redação AF - |
Foto: Divulgação
Clínica Irradiar foi habilitada pelo MS

O Tocantins conta com uma nova cobertura para os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) que fazem tratamento de oncologia. A clínica de Radioterapia Irradiar foi habilitada pelo Ministério da Saúde e agora faz parte, oficialmente, da rede Nacional de Atendimento do SUS.

O anúncio foi feito pelo ministro da Saúde, Gilberto Occhi, durante visita em Palmas no dia 13 deste mês. Na ocasião o ministro também visitou as instalações da Irradiar.

Na prática, esta homologação significa mais segurança ao paciente já que a clínica receberá os repasses desses atendimentos direto do Ministério da Saúde. Desde 2016 a clínica já realizava atendimento aos pacientes do SUS por meio de uma parceria com o governo do Estado.

Segundo médio rádio-oncologista Ismar de Rezende Junior, esta é um grande conquista para todos do Estado do Tocantins, pacientes e clínica.

O físico-médico, Fabio Alves, explicou que esta aprovação do MS reforça a qualidade do atendimento e a excelência dos equipamentos de oncologia da clínica. “Este é um enorme passo para o avanço da saúde pública do Estado do Tocantins, oferecer à toda a população tocantinense um serviço de alta qualidade como o disponibilizado pela Radioterapia Irradiar é a concretização de um sonho pessoal e profissional”, afirmou.

No dia 25 deste mês a clínica completa dois anos desde sua inauguração, em 2016, e mais de 900 pacientes entre pessoas do SUS, rede privada e planos de saúde foram atendidos.

A clínica possui dois bunkers para acelerador linear (salas especiais para o aparelho de radioterapia), estando um em operação e o segundo com vistas a ampliação do serviço.  Atualmente a clínica realiza o tratamento de 50 a 55 pacientes por dia, estando ainda com mais um turno a ser aberto conforme necessidade, podendo atingir uma capacidade de atendimento de até 90 pacientes diários.

A clínica disse que o acelerador figura entre os mais modernos do País, sendo capaz de realizar radioterapia conformacional 3D, de intensidade modulada (IMRT) e IGRT além da Radiocirurgia (técnicas que maximizam os resultados com menores impactos à saúde do paciente). O aparelho focaliza e emite a radiação de forma específica para não comprometer os demais órgãos.

Sobre

Ismar de Rezende Júnior é médico rádio-oncologista, formado pela Universidade de Cuiabá, cursou Residência Médica em Radioterapia no Hospital de Câncer de Barretos; é especialista e membro da Sociedade Brasileira de Radioterapia.

Fábio Alves dos Santos Júnior é bacharel em física pela Universidade Federal de São Carlos e especialista em física médica pela Associação Brasileira de Física Médica (ABFM); supervisor em Radioproteção pela Comissão Nacional de Energia Nuclear; e membro da ABFM convidado para realizar a tradução do sistema de Cálculo VARIAN Eclipse em Palo Alto – Califórnia – EUA

Comentários pelo Facebook: