Seet
Sobral – 300×100

Sindicato diz que prefeito de Araguaína “enganou servidores” ao não enviar plano de carreira à Câmara

Redação AF - | - 627 views
Foto: Marcos Filho
Última reunião para discutir o PCCR aconteceu no dia 11 de novembro.

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Araguaína (Sisepar) afirmou que a Administração Municipal “enganou os servidores” ao não cumprir com o compromisso de enviar para votação na Câmara de Vereadores, ainda em 2015, o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) do quadro geral. Em nota de repúdio, divulgada nesta segunda-feira (28), o sindicato demonstrou indignação com o não cumprimento do acordo efetivado para o fim da greve no ano passado.

Conforme o sindicato, a administração garantiu que enviaria o Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) para a Câmara Municipal, que devia ser incluído na pauta de votação ainda neste mês de dezembro. “Porém, até o momento o referido projeto não foi encaminhado”.

A nota sugere que os servidores públicos voltem a se organizar em torno do sindicato, para que a entidade conduza uma “luta unificada”, capaz de fazer a administração municipal “cumprir os ditames da Lei”. “Estávamos otimistas com o andamento do processo, porém fomos surpreendidos com o não cumprimento do acordo por parte do Executivo Municipal”, pontuou o sindicato.

A nota ressalta que o sindicato fez a sua parte e “a única coisa que o Executivo deveria fazer era enviar o Plano para a Câmara”, mas não enviou.

Nesta segunda-feira (28), o presidente da Câmara, vereador Marcus Marcelo, confirmou ao Sisepar que o prefeito Ronaldo Dimas ainda não enviou o projeto de Lei que dispõe sobre o Plano de Cargos e Carreiras. O secretário de Administração, Nahim Halum, também afirmou que o plano ainda não foi enviado para votação.

“Com o descumprimento do  acordo, os servidores têm duas alternativas: uma é permanecer acreditando no discurso de boas intenções da administração; outra é optar pelo caminho seguro da organização, e de luta, a exemplo do que aconteceu no ano passado, quando fizemos a greve geral”, finalizou a nota, assinada pelo presidente Carlos Guimarães e pelo secretário Dilson Junior.

Reunião

No último dia 11 de novembro, o prefeito Ronaldo Dimas juntamente com o secretário da Educação, Jocirley de Oliveira; secretário da Administração, Nahim Hanna Halum Filho; e a superintendente de Relações Humanas, Rejane Mourão, se reuniram com líderes sindicais para apresentar as definições do plano. Na ocasião, Dimas reforçou o compromisso de enviar a proposta para votação ainda em 2015.

Comentários pelo Facebook: