Vigilantes da Prefeitura de Palmas também paralisam devido a atraso salarial

Agnaldo Araujo - |
Foto: Divulgação
Vigilantes paralisaram os serviços por falta de pagamento em Palmas

Nielcem Fernandes // AF Notícias

Vigilantes terceirizados da empresa Cantão Vigilância e Segurança, contratados pela prefeitura de Palmas para prestar serviços nos órgãos municipais, paralisaram as atividades na manhã desta quarta-feira (16), alegando falta de pagamento de salários.

Os garis de Palmas também cruzaram os braços por falta de pagamento. Os vigilantes afirmam que estão sem receber há quase três meses. A prefeita da capital é Cinthia Ribeiro (PSDB), que assumiu após a renúncia de Carlos Amastha (PSB).

Os trabalhadores que aderiram à paralisação prestam serviços nas unidades de saúde do município, como o Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), Centro de Saúde da Comunidade e Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) Norte e Sul.

O presidente do Sindicado dos Vigilantes do Tocantins (Sintvisto), Antônio Gonçalves, relatou ao AF Notícias que além dos salários, os vigilantes estão sem receber o vale-alimentação. “Cerca de 20 vigilantes aderiram à paralisação, pois estão sem receber os salários e o vale-alimentação há mais de dois meses”, disse.

Foto: Divulgação
A paralisação é por tempo indeterminado

Por telefone, uma representante da empresa Cantão Vigilância e Segurança confirmou ao AF Notícias que os repasses referentes ao contrato de prestação de serviço de segurança não estão sendo realizados regularmente pela prefeitura de Palmas.

Prefeitura de Palmas

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde (Semus) informou que foi surpreendida com a paralisação abrupta da empresa que administra a segurança das unidades especializadas da Rede Municipal de Saúde de Palmas, sem qualquer notificação prévia à secretaria, o que torna ilegal a conduta da empresa.

“Esclarecemos que a Semus notificará a empresa para que seja retomado de imediato dos serviços, e que também abrirá processo visando a averiguação dos fatos que poderá culminar com a punição da empresa”, afirmou.

Veja mais

Com salário atrasado, garis de Palmas cruzam os braços pela segunda vez em 2018

Comentários pelo Facebook: