Em Goiatins

Aluna de 12 anos estuprada por professor ficou grávida e teve o filho, diz polícia

O crime ocorreu no ano de 2007 e o professor chegou a ser preso na época, mas teve a prisão revogada e fugiu.

Por Agnaldo Araujo 5.989
Comentários (0)

10/10/2018 12h26 - Atualizado há 1 semana
Professor apresentado em Araguaína

Uma aluna estuprada por um professor preso na madrugada desta quarta-feira (10), em Goiatins, norte do Estado, engravidou e deu a luz ao filho, segundo a polícia.

Na época do crime, a vítima tinha 12 anos de idade e estudava em uma escola da zona rural do município, onde o professor lecionava. Ele foi identificado como Ronaldo Quixaba Guimarães, de 38 anos.

O crime ocorreu no ano de 2007 e o professor chegou a ser preso na época, mas ficou apenas dois meses na cadeia e teve a prisão revogada.

No entanto, houve um novo julgamento em 2016 e ele foi condenado a 11 anos e 5 meses por estupro de vulnerável.

Desde então, Ronaldo não foi mais encontrado pela polícia, sendo considerado foragido da justiça. O ex-professor estava morando em uma casa improvisada no meio do mato em um local de difícil acesso.

Policias tentaram prendê-lo várias vezes, mas ele sempre escapava. Até que agentes de Goiatins e Campos Lindos passaram a noite e a madrugada de campana no mato e conseguiram capturar o ex-professor.

JUDICIÁRIO

Para o juiz Luatom Bezerra Adelino de Lima, da Comarca de Goiatins, que responde pelo município de Campos Lindos, o processo começou  há 10 anos, em setembro de 2008, no qual o professor foi acusado de estuprar uma aluna de 12 anos.

Posteriormente, a vítima acabou engravidando do acusado. Em abril de 2014, ele foi condenado a 11 anos e 5 meses em regime fechado. Apesar dos recursos  negados ele permaneceu foragido por dois anos.

“Esperamos que este caso seja exemplar. Crianças e adolescentes precisam ser respeitados, sobretudo quando alunos, pois acreditamos que a conduta do professor nato deva ser essa, uma vez que o consentimento de uma pessoa menor de 14 anos é irrelevante”, afirmou.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o ex-professor foi preso por posse irregular de arma de fogo, pois portava uma espingarda calibre 20 no momento de sua abordagem

Local onde o professor estava morando

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.