Mistério

Diretor da Caixa Econômica é encontrado morto dentro da sede do banco em Brasília

Ele era funcionário de carreira do banco desde 1989.

Por Redação 1.350
Comentários (0)

20/07/2022 09h09 - Atualizado há 1 ano
Caso acontece na sede da Caixa, em Brasília

O diretor de Controles Internos e Integridade da Caixa Econômica Federal, Sérgio Ricardo Faustino Batista, foi encontrado morto na sede do banco, em Brasília, segundo a instituição.

Segundo a Polícia Civil do DF, o caso foi registrado inicialmente como suicídio. Em nota, Caixa manifestou pesar pela morte e disse que contribui para apuração do caso. O corpo foi encontrado na área externa do prédio por vigilantes que estavam de plantão.

Batista era funcionário de carreira da Caixa – entrou para o banco em 1989 e assumiu a diretoria de controles internos por processo seletivo em março de 2022.

A Diretoria de Controle Interno e Integridade (DECOI) é para onde são encaminhadas todas as denúncias recebidas pelo canal de atendimento criado pela Caixa Econômica Federal – sobre qualquer tema, de corrupção a assédio sexual, como as que levaram à queda do ex-presidente do banco Pedro Guimarães (que nega as acusações).

Antes de se tornar diretor, Batista foi um dos assessores estratégicos de Guimarães e por muito tempo atuou como um consultor do ex-presidente do banco.

Após a eclosão do escândalo, a Caixa admitiu a existência de uma denúncia de assédio apresentada em maio por meio dos canais internos.

O diretor morto tinha 54 anos e seguiu no cargo mesmo após a mudança na presidência da Caixa. Funcionário de carreira, antes ele havia integrado a equipe que assessorava diretamente o gabinete de Pedro Guimarães.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.