Estupro de vulnerável

Encontro marcado pela internet termina em estupro; mãe descobriu ao ver sangue no banheiro

Um homem de 22 anos foi preso em flagrante. O outro suspeito fugiu da polícia.

Por Márcia Costa 19.331
Comentários (0)

15/06/2020 09h10 - Atualizado há 3 meses
Centro de Ananás

Duas adolescentes de 12 e 13 anos foram encaminhadas pelas próprias mães ao Hospital Municipal de Ananás, norte do estado, após serem vítimas de estupro de vulnerável. Os suspeitos do crime são irmãos. Um deles tem 22 anos e foi preso em flagrante. O outro conseguiu fugir. 

Conforme o relato policial, o crime aconteceu na noite de sábado (13), mas só foi descoberto na manhã seguinte quando a mãe de uma das vítimas notou a presença de sangue no vaso sanitário e questionou a filha sobre o que havia acontecido. 

A menina confessou à mãe estava na companhia de uma amiga e que ambas haviam mantido relações sexuais com os suspeitos. Em seguida, a mãe da primeira vítima fez contato com a mãe da outra adolescente e as duas foram encaminhadas para o hospital da cidade.

Na unidade de saúde, o médico constatou que uma das menores teve o órgão genital dilacerado e pegou três pontos. Já a outra teve o himém rompido.

O CRIME

As adolescentes relataram conheceram os autores pelas redes sociais, marcaram um encontro na Quadra de Esportes de Ananás e foram levadas até a cidade de Riachinho, onde praticaram os atos sexuais mediante o consentimento delas. Em seguida, retornaram para Ananás.

Um dos suspeitos preso em flagrante pela polícia confessou o ato sexual, mas ressaltou que foi consentido.

ESTUPRO DE VULNERÁVEL

O artigo 217-A do Código Penal descreve como estupro de vulnerável a "conjunção carnal ou qualquer ato libidinoso com menor de 14 anos", ainda que haja consentimento da vítima. 

 

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.