Confessou o crime

Ex-funcionário confessa furto de fuzil e 511 munições de fazenda onde trabalhava

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

03/07/2018 11h29 - Atualizado há 1 mês
Um jovem de 21 anos foi preso acusado de furtar um fuzil, calibre 762, e várias munições de uma fazenda onde trabalhava no município de Divinópolis (TO). A prisão foi realizada pela Polícia Militar nessa segunda-feira (02/07), mas o material foi furtado no dia 12 de junho. Além do fuzil, o acusado subtraiu da fazenda 14 munições calibre 22; 40 munições calibre 762; 176 munições calibre 12; 85 munições calibre 556; e 195 munições calibre 17 HMR - totalizando 511 munições. Uma equipe do Batalhão de Polícia Militar Rodoviário e de Divisas (BPMRED) recebeu denúncias anônimas sobre a possível comercialização do material bélico e realizou a prisão do ex-funcionário na cidade de Abreulândia. O acusado confessou o crime e disse aos militares que praticou o furto sozinho. Ele tinha conhecimento do local e da rotina da casa por ter trabalhado na fazenda. O jovem também levou os policiais ao lugar onde havia escondido o material, em uma região de difícil acesso, na zona rural de Abreulândia. Augustinópolis Na madrugada dessa segunda-feira, a Polícia Militar prendeu um homem de 26 anos pelo crime de porte ilegal de arma de fogo, em Augustinópolis. O suspeito estava com duas espingardas desmontadas, sendo uma do tipo artesanal e outra calibre 28, além de quatro munições do mesmo calibre, sendo três intactas e uma deflagrada. A ação ocorreu durante patrulhamento de rotina no Bairro São Pedro. Uma equipe da PM identificou o suspeito em atitude suspeita em uma motocicleta. Ao avistar a viatura policial, o homem ainda tentou fugir, mas acabou sendo contido pelos policiais. As armas estavam em uma mochila.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.