Crime ambiental

Homens são presos em flagrante ateando fogo às margens da BR-153 no norte do Tocantins

As ocorrências foram registradas durante patrulhamento da PRF.

Por Redação 585
Comentários (0)

03/07/2020 11h51 - Atualizado há 1 mês
Esse tipo de queimada provoca riscos a população e incêndios ambientais de grandes proporções

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu dois homens em flagrante por provocar incêndio às margens da BR-153 no município de Wanderlândia, norte do estado, na noite desta quinta-feira (02). As prisões ocorreram em pontos distintos rodovia no intervalo de menos de uma hora.

Conforme a PRF, os homens foram avistados ateando fogo na vegetação quando os agentes realizavam patrulhamento de rotina na rodovia.

Na primeira ocorrência, dois dos três homens que estavam provocando a queimada criminosa conseguiram fugir pelo mato ao perceberem a aproximação da viatura. Um jovem de 23 anos foi detido em flagrante. Questionado, ele confessou que os fugitivos eram seus parentes.

O jovem alegou que o fogo era para evitar incêndios nas propriedades da região e justificou que seria uma queimada controlada e preventiva, mas ele não apresentou a Licença Ambiental, documento necessário para realizar esse tipo de ação.

OUTRO FLAGRANTE

A cerca de 11 km da primeira ocorrência, ainda na BR-153, os agentes se depararam com outro foco de incêndio e flagraram um idoso de 75 anos ateando fogo às margens da rodovia.

O idoso disse que estava queimando a vegetação a mando de seu patrão. Ele não soube dizer aos policiais se o fazendeiro possuía a Licença Ambiental para a realização da queimada e também foi preso em flagrante.

Os dois foram autuados no artigo 41 da Lei de Crimes Ambientais - Lei nº 9.605/1998 por provocar incêndio em mata ou floresta, e também no artigo 250, parágrafo primeiro, inciso II, alínea 'h' do Código Penal.

DICAS DE SEGURANÇA

Ao se deparar com uma situação de queimada às margens da rodovia e redução da visibilidade em razão da fumaça, adote as seguintes medidas de prevenção.

- Diminua a velocidade do veículo, mas sem freadas bruscas;

- Mantenha o farol aceso em luz baixa, mesmo de dia;

- Mantenha sempre uma distância segura do veículo à frente;

- Sinalize todos os movimentos que fizer utilizando as setas indicativas;

- Nunca pare na pista, principalmente se estiver no meio da fumaça;

- Caso necessite parar, vá para o acostamento e sinalize sua localização. Lembre-se de parar longe do foco das chamas, e observe se o vento não está levando o fogo na direção do seu veículo.

- Assim que chegar a um local seguro, acione a PRF pelo número 191 para informar da situação.

- Feche os vidros do veículo, evitando que você e seus passageiros respirem a fumaça. Se o ar-condicionado estiver ligado, a orientação é ativar a recirculação do ar.

- O pisca-alerta só deve ser acionado após a parada total do veículo. A sinalização adequada é o farol baixo, obrigatório durante o dia em rodovias desde julho de 2016. Se o veículo for equipado com luzes de neblina, elas também podem ser acionadas.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.