'Relato fantasioso'

Motorista de aplicativo forja o próprio sequestro, mas polícia descobre farsa em menos de 24h em Palmas

A Polícia Civil informou que o motorista poderá ser indiciado por denunciação caluniosa.

Por Nielcem Fernandes 1.042
Comentários (0)

17/01/2020 14h51 - Atualizado há 5 meses
A farsa foi descoberta pelos agentes da 1ª Delegacia de Polícia Civil da Capital

O assalto seguido de sequestro relâmpago relatado por um motorista de aplicativo de transporte de passageiros ocorrido nesta quarta-feira (15), em Palmas, não passou de um ‘relato fantasioso’, segundo a Polícia Civil.

O caso, que foi amplamente divulgado pela imprensa, foi esclarecido em menos de 24h pelos investigadores da 1ª Delegacia de Polícia Civil da Capital. De acordo com as investigações, a motivação que levou o motorista a forjar o próprio sequestro foi de cunho pessoal.

Em nota divulgada à imprensa no início da tarde dessa sexta-feira (17), a polícia informou que “depois de inúmeras diligências e procedimentos investigatórios, foi apurado que a suposta vítima fez um relato fantasioso e que não houve crime”.

A Polícia Civil informou ainda que o motorista poderá ser indiciado por denunciação caluniosa. Procurado pela imprensa, o motorista disse que não tem nada a declarar.

Entenda

A ocorrência foi registrada pela polícia na tarde desta quarta-feira (15). O motorista informou em um grupo de WhatsApp com profissionais que trabalham com aplicativo de transporte de passageiros que estava sendo assaltado e informou a sua localização.

Os colegas de profissão acionaram a polícia e o encontraram trancado dentro do porta-malas do próprio veículo em uma estrada vicinal na zona rural da capital. As buscas pelo seu paradeiro mobilizaram a Polícia Militar, a Guarda Metropolitana, vários condutores do mesmo aplicativo e até o helicóptero do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).

Durante seu depoimento, ele informou à polícia que havia sido assaltado por dois homens e uma mulher que estavam armados com um revólver. Ao ser questionado sobre as mensagens de socorro, ele disse que os criminosos não perceberam que ele estava com outro aparelho celular.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.