Tabocão

Sobrinha confessa furto de R$ 9 mil da tia idosa, se arrepende e promete negociar devolução

Pena para esse tipo de crime pode chegar até 8 anos de reclusão.

Por Redação 807
Comentários (0)

24/08/2023 14h55 - Atualizado há 10 meses
Caso foi em Tabocão

Uma jovem de 22 anos está sendo investigada pela Polícia Civil do Tocantins pelo crime de furto qualificado por abuso de confiança. Ela confessou ter subtraído a quantia de R$ 9 mil da casa da tia, uma idosa de 64 anos. O caso aconteceu na cidade de Tabocão, ainda em abril, mas só foi reportado à polícia civil no mês de julho.

A idosa contou à polícia que tem o hábito de guardar dinheiro em casa e, no dia em que a quantia sumiu, apenas ela e a sobrinha estavam na residência, por isso, ela suspeitou da jovem. A senhora inclusive, comunicou que já foi vítima de outro furto, no ano de 2020, em que foi levado a quantia de R$ 6 mil da sua casa. Esse fato ainda está sob investigação. 

Apesar das poucas informações, mas com indícios apontando para a sobrinha da vítima, as autoridades policiais da 47ª Delegacia de Polícia de Guaraí dirigiram-se ao local de trabalho da suspeita nesta quarta-feira (23) para a abordagem policial.

Durante a abordagem, a suspeita demonstrou nervosismo, mas permaneceu em silêncio quando questionada sobre o ocorrido. Na ação, o celular da investigada foi apreendido.

Na manhã desta quinta-feira (24), porém, a suspeita compareceu à delegacia de maneira voluntária e, em conversa com o delegado, confessou ter cometido o furto. Durante o depoimento, a moça demonstrou arrependimento e comprometeu-se a revelar a verdade aos seus familiares. Além disso, ela afirmou que pretende procurar a tia para negociar a restituição do valor subtraído.

Após o depoimento e a confissão, a mulher teve o celular devolvido e foi liberada em seguida. Ela deve responder pelo crime de furto qualificado por abuso de confiança. A pena para esse tipo de crime pode chegar até 8 anos de reclusão.

O delegado Joelberth Nunes de Carvalho reforçou que o inquérito deve ser concluído nos próximos dias e faz um alerta para a população: “Primeiro, orientamos que não guardem grandes quantias de dinheiro em casa, isso pode chamar a atenção de pessoas e levar a situações como essa. E reforçamos ainda que sempre que as pessoas se sentirem lesadas ou prejudicadas, de alguma forma, procurem a Polícia Civil, registrem um boletim de ocorrência para que os fatos possam ser esclarecidos”, finalizou.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2024 AF. Todos os direitos reservados.