Mapeamento

Apenas 2 bairros de Araguaína ainda não registraram casos de Covid-19; cidade tem 123

O setor Araguaína Sul está entre os mais afetados, com 642 casos.

Por Redação 2.483
Comentários (0)

14/08/2020 08h40 - Atualizado há 1 mês
Vista aérea de Araguaína

Mais de 98% dos setores de Araguaína já possuem casos confirmados do novo coronavírus (covid-19), conforme boletim epidemiológico publicado no dia 10 de agosto. O mapeamento dos casos está sendo realizado pela Superintendência da Vigilância em Saúde desde o mês de abril.

Dos 123 bairros de Araguaína, apenas dois ainda não tem casos notificados: o Setor George Yunes e Araguaia. Já na zona rural, o Povoado Pilões também segue livre. De acordo com o superintendente da Vigilância em Saúde, Eduardo Freitas, este crescimento já era previsto.

“Por ser uma doença altamente contagiosa, o crescimento do número de casos na cidade já era esperado e, com o monitoramento que vem sendo feito desde o início da pandemia, podemos planejar as ações municipais que nos ajudam a conter o avanço descontrolado da doença pela cidade”, explicou.

Os primeiros casos da covid-19 em Araguaína foram registrados em bairros centrais, como o setor São João, com 15 pessoas infectadas só no mês de abril, mas nos últimos meses o vírus se espalhou por outros bairros da cidade. Entre os mais afetados está o setor Araguaína Sul, com 642 casos, um número que já ultrapassa o do centro da cidade, região onde foram registrados os primeiros casos e hoje totaliza 428 pessoas infectadas até o momento.

O mapeamento também contabilizou os casos registrados na zona rural, que até o início de agosto foram 69, além de 52 casos de pacientes onde os endereços não foram informados. Todo o mapeamento é atualizado em tempo real e está disponível aqui.

Cuidados

De acordo com a Vigilância em Saúde de Araguaína, a principal forma de evitar o avanço do número de pessoas contaminadas pelo coronavírus é o isolamento social, seguido das medidas de higiene recomendadas em caso de extrema necessidade ao sair de casa, como o uso da máscara, higienização das mãos e distanciamento de no mínimo dois metros.

Saúde pública

Além do Hospital Municipal de Campanha que hoje conta com 40 leitos para atendimento exclusivo de casos da covid-19, a Prefeitura de Araguaína também deu início à primeira etapa de construção da sede própria do Hospital Municipal Eduardo Medrado.

O novo local deve ficar pronta em um prazo de 45 dias e servirá temporariamente como hospital de campanha com 60 leitos para tratamento da covid-19, sendo 20 em unidades de terapia intensiva e 40 clínicos que serão anexados futuramente ao restante da obra.

(Felipe Maranhão)

Mapeamento dos casos em Araguaína

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.