Pandemia

Araguaína registra o menor número de novos casos de covid-19 dos últimos 100 dias

Unidades básicas registram redução de 50% na demanda por testes.

Por Redação 1.547
Comentários (0)

02/10/2020 17h07 - Atualizado há 7 meses
Vista aérea da cidade de Araguaína

O número de novos casos confirmados da covid-19 vem caindo a quatro semanas seguidas em Araguaína, já sendo o menor dos últimos 100 dias. Os dados são do boletim epidemiológico semanal da Secretaria Municipal da Saúde divulgado no último dia 28 de setembro. 

De acordo com o superintendente da Vigilância em Saúde, Eduardo Freiras, a queda é uma tendência natural. “A explicação é que muitas pessoas já se contaminaram e, por consequência, se imunizaram, assim reduzindo o potencial de transmissão da doença. Não é impossível uma nova onda e, por isso, devemos continuar com as medidas preventivas, como uso de máscaras e higienização das mãos, até que tenhamos uma vacina”, afirmou. 

O boletim registrou que houve queda de 55% desde o pico da doença, há pouco mais de um mês, quando havia 1.219 novos casos em sete dias. De lá para cá, a queda foi consecutiva semanalmente em 1.048, 671, 616 e na última marcou 542 novos casos. 

Desde o dia 15 de setembro, a média móvel de óbitos (média de novos casos dos últimos sete dias) também apresenta queda,  estando abaixo da margem de erro de +15%, o que significa uma desaceleração no número de mortes pela covid-19.  

Queda na demanda por atendimento 

O número de pessoas que buscam atendimento para covid-19 nas unidades básicas de saúde (UBS) de referência caiu 50%. Na primeira semana de setembro, o Município testou 3.567 pessoas e nas últimas três semanas o número caiu para média de 1.748 testes. 

Precauções 

Para evitar o aumento da disseminação do novo coronavírus, é necessário seguir as recomendações dos órgãos de Saúde, como lavar as mãos frequentemente com água e sabão ou higienizá-las com álcool em gel; usar máscara em locais públicos; manter distância mínima de 2 metros das outras pessoas; não tocar nos olhos, nariz ou boca; se tossir ou espirrar, cobrir a boca com lenço descartável ou com a parte interna do cotovelo. 
  
Atendimento 

O tratamento precoce ajuda evitar o agravamento da doença. Em caso de aparecimento de sintomas leves, como febre até 38 graus, corizas, espirros e tosse seca, o morador deve procurar uma das unidades básicas de saúde (UBS) de referência: JK, Albeny Soares, Raimundo Gomes Marinho e José Rezende. O paciente ainda pode entrar em contato com o médico pelo Telecovid 63 9105-3625 
  
Já aquelas com febre acima dos 38 graus, tosse com catarro, dor no peito e nas costas, dores de cabeça, dificuldade de respiração e cansaço devem procurar a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), localizada no setor Araguaína Sul. 

(Marcelo Martin/prefeitura)

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.