Redução dos cargos

Assembleia terá que demitir quase 1.400 servidores comissionados por determinação da Justiça

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

16/04/2018 11h25 - Atualizado há 1 mês
O juiz Roniclay Alves de Morais, da 4ª Vara da Fazenda e Registros Públicos de Palmas, determinou a redução no excessivo número de cargos comissionados na Assembleia Legislativa do Tocantins, a fim de que seja mantida a proporção de 50%, para cargos em comissão, à razão de 50% para cargos de provimento efetivo. O magistrado também suspendeu a eficácia dos artigos 1º e 2º da Resolução Legislativa nº 286/11, que criaram os cargos comissionados. Os pedidos foram feitos em ação civil pública proposta pelo Ministério Público Estadual. O magistrado considerou o fato de a Resolução 286/11 criar inúmeros cargos em comissão sem a especificação clara e efetiva de suas atribuições. Conforme informou o Ministério Público, atualmente existem 1.635 comissionados para apenas 257 servidores efetivos. Em percentuais, o número de comissionados soma 85% da força de trabalho total da Casa de Leis. Maioria são assessores dos deputados estaduais, já que cada um dos 24 parlamentares tem direito a 65 contratações. "Considerando o número vultoso de cargos criados pela Resolução nº 286/2011, imperiosa a suspensão parcial de seus efeitos para se evitar futuras contratações supostamente ilegais pela Assembleia Legislativa do Estado do Tocantins e, por via de consequência, maiores prejuízos ao erário", afirmou. O juiz ainda deu prazo de seis meses para redução do número excessivo de cargos de provimento em comissão, na proporção de 50% para cargos de provimento efetivo. "Neste passo, é plausível considerar a redução dos servidores comissionados, não efetivos, para a proporção de 50%, à luz da isonomia e em obediência à regra geral prevista no art. 37 da Constituição Federal', concluiu o juiz.

Comentários (0)

Mais Notícias

Notícias falsas

TSE vai anunciar medidas contra fake news após tensão entre Haddad e Bolsonaro

A semana que passou foi tensa, pois Haddad acusou Bolsonaro de estar por trás do esquema.

Concurso PM

Por requisição do MPE, PM vai apurar falhas no concurso para soldado e oficial

Cerca de 16 candidatos são acusados de fraudar as provas para o concurso da PM do Tocantins

Educação

Quase 130 professores de Araguaína ganham progressões salariais na carreira

Os educadores que subiram de nível receberão aumento em seus salários a partir de fevereiro de 2019

Prejuízo

Caminhão com carga avaliada em R$ 1,5 milhão é destruído pelo fogo na BR-153

O fogo começou nos pneus traseiros e rapidamente se espalhou pelo caminhão.

Colisão frontal

Pai e filho morrem em grave acidente de trânsito na BR-153 no norte do Estado

A rodovia ficou interditada por quase uma hora nos dois sentidos.

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Nas Redes
Nosso Whatsapp
063 9 9242-8694
Nosso Email
redacao@arnaldofilho.com.br
Copyright © 2011 - 2018 AF Notícias. Todos os direitos reservados.