Setor Camargo

Bairro tem lixo espalhado por todo lado e cratera avança em direção às residências

Um lixão a céu aberto se formou às margens de uma das ruas.

Por Márcia Costa 870
Comentários (0)

24/09/2021 10h00 - Atualizado há 1 mês
Lixão a céu aberto em uma das ruas do Residencial Camargo

Lixão a céu aberto, entulhos espalhados pelas ruas e erosões. Essa é realidade do Residencial Camargo, um loteamento localizado às margens da Avenida Filadélfia, abaixo da Ciretran, em Araguaína.

Os problemas, em parte, são reflexos da falta de educação e de respeito com o meio ambiente por parte de pessoas que estão jogando lixo no local. Há restos de materiais de construção, centenas de garrafas de cerveja, colchões velhos, tanquinho de lavar roupas e até animais mortos, objetos que deveriam ter sido descartados no aterro sanitário da cidade.

Três pessoas que foram flagradas jogando lixo no setor já foram identificadas e estão sendo processadas por crime ambiental. O acúmulo de lixo tem atraído muitos animais peçonhentos e perigosos, como cobras, escorpiões e ratos.

O loteamento é particular e foi comercializado por uma imobiliária sem nenhuma infraestrutura. A falta do sistema de drenagem fez com que a enxurrada da chuva abrisse valas e crateras no meio de algumas ruas. No período chuvoso, os moradores quase não conseguem sair de suas casas. “Se quisermos sair de casa com carro nós temos que pagar um trator para ajeitar a rua”, disse um morador.

Os moradores do bairro também reclamam da falta de coleta de lixo em várias ruas. Nas Ruas Manoel Rodrigues e Sebastiana Fernandes, por exemplo, o caminhão de coleta não passa há quase um ano. Neste caso, a responsabilidade é da prefeitura.

“Com muita luta e ação na justiça pelos moradores, foi construída uma creche no setor e arrumaram a iluminação pública dos postes, tendo ficado há anos sem iluminação em várias ruas. Motos roubadas são encontradas constantemente no setor”, contou um morador que pediu para não ser identificado.

Os moradores também estão muito preocupados com uma cratera gigante que está avançando de um córrego em direção às ruas do bairro. “O córrego que fica abaixo do setor tem grandes erosões que estão invadindo a rua acima dele, impossibilitando o trânsito de veículos. Várias ruas já deixaram de ser trafegáveis e até hoje assim permanecem. Os tratores da prefeitura trabalham ao lado das ruas, mas não arrumam elas (sic)”, disse.

A erosão já destruiu uma rua e ameaça a estrutura de algumas residências. Por conta disso, os moradores pagaram para colocar 11 carradas de entulhos de construção na tentativa de conter o avanço do problema.

O QUE DIZ A PREFEITURA

Em nota, a Prefeitura de Araguaína informou que o processo licitatório para contratação da construtora que implantará infraestrutura no Setor Camargo está em fase final e o contrato deve ser assinado no próximo mês.

“O residencial é um empreendimento particular e em 2020 o Município assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o proprietário para assumir as obras de infraestrutura”, explicou a prefeitura.

Conforme a nota, o setor é contemplado com coleta de lixo doméstico e os moradores que executam obras particulares são responsáveis pelos seus respectivos restos da construção civil.

A Prefeitura afirmou ainda que uma equipe realizará uma avaliação do local na próxima semana e programar a limpeza.

A nota ressalta que qualquer descarte irregular de lixo é crime e a população deve denunciar à Secretaria do Meio Ambiente pelos telefones 99944-7878 e 99976-7337. No caso reparos nas vias, o telefone para solicitar o serviço da Secretaria da Infraestrutura é 3411-7070. A Prefeitura também disponibiliza aos moradores o contato da Ouvidoria Municipal (0800 649 2200).

Moradores reclamam que setor está abandonado
Erosão se aproximou das

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2021 AF Notícias. Todos os direitos reservados.