Patrimônio dos candidatos

Patrimônio de Valderez despenca 47,3%, mas continua sendo a mais rica; Olyntho tem crescimento de 153%

Por Redação AF
Comentários (0)

23/08/2016 13h33 - Atualizado há 2 anos
O patrimônio dos candidatos à prefeitura de Araguaína (TO) sofreu de pequenas a grandes variações, para mais e para menos, quando comparados aos valores declarados nas eleições anteriores. A deputada estadual e candidata Valderez Castelo Branco (PP) viu seu patrimônio despencar de R$ 4,2 milhões, em 2012, para R$ 2.382.595,58, em 2016. Porém, a ex-prefeita continua sendo a mais rica entre os postulantes à cadeira de prefeito. O segundo mais rico é o advogado Paulo Roberto (PPS), seguido do prefeito Ronaldo Dimas (PR). Em 2012, Valderez declarou patrimônio avaliado em R$ 4.257.478,69. Os principais bens declarados foram uma fazenda de R$ 3.102.437,00, uma casa em Araguaína de R$ 305 mil, e cabeças de gado e equinos que somavam R$ 222.150,00. Já em 2014, quando conquistou uma vaga de deputada na Assembleia Legislativa, a ex-prefeita declarou patrimônio de R$ 2.240.138,69, representando uma queda de 47,38%. Este ano, a deputada declarou quase todos os bens declarados anteriormente, mas ressaltou que possui apenas 50% dos direitos, que incluem dois veículos Corolla, quatro tratores, fazenda, quotas em construtora e casa residencial. Valderez foi prefeita de Araguaína por oito anos, de 2001 a 2008. patrimônio Valderez Olyntho Neto Por outro lado, o jovem deputado estadual Olyntho Neto (PSDB) obteve um salto de 153% no seu patrimônio em apenas 2 anos, passando de R$ 169.997,82 – em 2014 quando disputou a eleição estadual, para R$ 430.439,36. Entre os bens estão um apartamento, em Palmas, financiado pela Caixa Econômica no valor de R$ 50 mil; um veículo Mitsubishi Pajero de R$ 173 mil e dinheiro em conta corrente, R$ 116,9 mil. bens olyntho Ronaldo Dimas Já o prefeito Ronaldo Dimas auferiu um leve crescimento de 12,33% nos últimos quatro anos. Seu patrimônio atual declarado é de R$ 1.041.610,81. Entre os bens estão quotas de capital na empresa RDC Engenharia, no valor de R$ 447 mil; R$ 185 mil em recursos em moeda corrente; dois veículos que somam R$ 138 mil, sendo um deles para a esposa Nil Dimas; 25 equipamentos de som para veiculação de propaganda móvel, avaliados em R$ 25 mil, e alguns imóveis. bens dimas Charles Pita Outro que experimentou queda no patrimônio foi o candidato Charles Pitta (PEN). O bancário e advogado declarou em 2012 bens que somavam R$ 123 mil; em 2014, R$ 106 mil; e agora em 2016, R$ 100 mil. O recuo foi de 5,6%. Charles Pita Mayst Maia, Paulo Roberto e Dona Ely O professor da rede estadual de ensino, Mayst Maia (Psol) declarou R$ 219.600,00 em bens, incluindo uma casa residencial, um lote e um veículo. mayst O advogado Paulo Roberto (PPS) declarou um patrimônio de R$ 1.298.400,00, sendo duas fazendas no Município de Babaçulândia, dois tratores, três imóveis residencial caminhonete Hillux, entre outros. paulo roberto, bens Dona Ely do Pró-Vida, candidata pelo partido Rede Sustentabilidade, não declarou nenhum bem à Justiça Eleitoral.

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.