Dia 05 de julho

Servidores organizam protesto em frente ao Palácio Araguaia para cobrar pagamento da data-base

Por Agnaldo Araujo
Comentários (0)

28/06/2016 11h24 - Atualizado há 2 anos
O Sindicato dos Servidores Públicos no Estado do Tocantins (SISEPE-TO) convocou servidores estaduais para uma concentração em frente ao Palácio Araguaia, na Praça dos Girassois, para cobrar o pagamento da data-base. A concentração será realizada no dia 05 de julho, a partir das 16h, em Palmas. A convocação é para os servidores públicos que residem na Capital e são do Quadro Geral (Adapec, Ruraltins, Itertins, Naturatins e administrativos da Secretaria da Fazenda - Sefaz). De acordo com o sindicato, o objetivo é mostrar que os servidores estão mobilizados e engajados na luta pelo pagamento da data-base. “O Governo do Estado continua irredutível em não pagar os retroativos da data-base de 2015, além de não querer implantar a data-base 2016”, afirmou. Ainda conforme o sindicato, a convocação cumpre deliberação da mesa de negociação conjunta, coordenada pelo Movimento de União dos Servidores Públicos Civis e Militares do Estado do Tocantins (MUSME-TO). E também segue os passos estabelecidos pela lei de greve, observada para as mobilizações no serviço público. Apenas na Capital O Sisepe informou que nesse primeiro momento, a concentração será realizada apenas na Capital, no entanto, outras ações estão programadas para as cidades do interior e acontecerão gradativamente. Dia de lutos Na semana passada, as entidades classistas realizaram diversos protestos como a colocação de faixas em frente aos órgãos públicos e o Dia de Luto, com os servidores vestidos de preto em sinal de indignação. Com a concentração em frente ao Palácio, os servidores pretendem continuar chamando a atenção do Governo e da população sobre a importância do pagamento da data-base, uma vez que não incide sobre a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). (Ascom Sisepe).

Comentários (0)

Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.

(63) 3415-2769
Copyright © 2011 - 2020 AF Notícias. Todos os direitos reservados.